Estes são os 11 mais valiosos do Mundial. Ronaldo não falha

Neymar e Messi estão no topo de tabela dos jogadores mais valiosos deste campeonato, mas Portugal também tem um jogador no ranking. Ronaldo vale 100 milhões.

De todas as seleções que se apuraram para o Mundial da Rússia, foram convocados 736 jogadores, uns mais habilidosos que outros, e uns mais valiosos que outros. Os passes de todos valem milhares de milhões, mas a estrela é Neymar. É, a par de Messi, o mais valioso de um ranking que conta com um português, Cristiano Ronaldo, o capitão em que 10 milhões depositam esperanças para chegarem à final.

Neymar e Messi estão no topo de tabela, a valer 180 milhões de euros, Harry Kane e Kevin de Bruyne juntam-se, acompanhados do extremo direito egípcio Mohamed Salah, com um valor de 150 milhões de euros, de acordo com os dados do Transfermarkt. São os cinco mais valiosos da competição, mas não são os únicos com um valor de mercado com nove dígitos.

Outro extremo direito, Kylian Mbappé, a jogar pela França, está avaliado em 120 milhões de euros. A acompanhá-lo, mas com um valor ligeiramente aquém, está o argentino Paulo Dybala, bem como o belga Eden Hazard, ambos a valerem 110 milhões se euros.

Por último, a fechar o ranking, surgem o médio ofensivo Dele Alli, a jogar pela Inglaterra, o francês Antoine Griezmann, ponta de lança, e claro, Cristiano Ronaldo, como ponta de lança de Portugal. Valem, cada um, 100 milhões de euros. O valor de Ronaldo eclipsa o do resto do plantel nacional, mas também o do adversário dos oitavos de final da prova. No Uruguai, o jogador mais valioso é Luis Suárez. Vale 70 milhões.

Todos juntos, estes 11 jogadores valem 1,45 mil milhões de euros. Um número que impressiona mas não garante uma vitória só por si. É que muitos deles jogam na mesma posição, geralmente lá à frente, prontos para marcarem golos. Não há defesas e muito menos alguém para ir à baliza, posição fulcral para não se ser derrotado em campo.

Em vez de se olhar para os 11 mais valiosos, deve olhar-se para o 11 mais valioso, ou seja, posição a posição. Neymar e Messi têm claramente posição nesta seleção de luxo, sendo que a configuração 4x2x3x1 põe Harry Kane, a jogar pela Inglaterra, na frente. Avaliado em 150 milhões, é o ponta de lança desta “superequipa”.

Já sem Cristiano em campo, a apoiar Kane surge Kevin De Bruyne, da Bélgica, como médio ofensivo. Vale 150 milhões de euros, sendo o último deste 11 acima do patamar dos 100 milhões de euros.

Paul Pogba, pela França, e Sergej Milinkovic-Savic pela Sérvia, são os médios centrais mais valiosos, a valerem 90 milhões de euros, cada. No mesmo campo, o defesa central francês Raphaël Varane, juntamente com o guarda-redes espanhol David de Gea, apresentam uma avaliação de 70 milhões de euros.

Nas últimas três posições, com um valor de mercado de 60 milhões de euros, estão Daniel Carvajal, lateral-direito da Espanha, Kalidou Koulibaly, defesa central do Senegal, que já foi eliminado, e Jordi Alba, lateral esquerdo espanhol.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estes são os 11 mais valiosos do Mundial. Ronaldo não falha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião