Quer um bilhete para ir ao espaço? Começam nos 200 mil dólares

Jeff Bezos, fundador da Amazon, vai começar a vender bilhetes de ida e volta para o espaço a partir de 2019. Irão custar entre 200 mil e 300 mil dólares.

A empresa espacial criada pelo fundador da Amazon vai cobrar entre 200 mil e 300 mil dólares por cada bilhete para o espaço. Jeff Bezos tem planos para começar a vendê-los já a partir do próximo ano, através da Blue Origin, um projeto ao qual tem vindo a dedicar-se há alguns anos.

A notícia foi avançada pela Reuters. A agência sublinha que, até aqui, o preço de uma viagem ao espaço através do foguetão New Shepard era uma incógnita e que o mercado ansiava saber o valor. Além disso, sempre existiram questões sobre se a procura vai ser suficiente para que a empresa de Jeff Bezos consiga gerar lucro.

Com base em duas fontes ligadas à empresa de Jeff Bezos, a Reuters garante agora que um bilhete para o espaço deverá custar entre 200 mil e 300 mil dólares. O foguetão New Shepard tem capacidade para transportar seis passageiros até uma região suborbital do planeta Terra, a 100 quilómetros de altitude. As viagens permitirão vislumbrar a curvatura da Terra e o foguetão deverá ser capaz de trazer de volta os passageiros para a superfície, em segurança.

A Blue Origin tem vindo a realizar testes com o foguetão New Shepard, à semelhança da rival SpaceX, fundada pelo multimilionário Elon Musk, criador da Tesla. Acredita-se que a exploração espacial privada vai ser um dos grandes mercados dos próximos tempos, a partir do momento em que os veículos espaciais se tornem reutilizáveis e possam realizar mais do que uma viagem. Tanto a Blue Origin como a SpaceX já deram provas de que isso é possível.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quer um bilhete para ir ao espaço? Começam nos 200 mil dólares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião