Aquaris já chegou a Malta. Portugal vai receber 30 migrantes

  • ECO e Lusa
  • 14 Agosto 2018

A decisão foi conjugada entre os governos dos três países e comunicada à Comissão Europeia, mas há outros países que ainda estão a ponderar participar na ajuda a estes migrantes.

Portugal está disponível para receber 30 dos 244 migrantes que se encontram a bordo do navio Aquarius há vários dias, à espera que algum país europeu os aceitem receber. Portugal comunicou esta terça-feira a sua decisão à Comissão Europeia.

“Portugal comunicou hoje à Comissão Europeia que está disponível para, em articulação com os governos de Espanha e França, acolher 30 dos 244 migrantes que se encontram no navio Aquarius e noutras pequenas embarcações que já estão atracar em Malta”, avança um comunicado do Ministério da Administração Interna enviado às redações.

Portugal comunicou hoje à Comissão Europeia que está disponível para, em articulação com os governos de Espanha e França, acolher 30 dos 244 migrantes que se encontram no navio Aquarius.

Comunicado do MAI

Portugal continua a defender uma solução europeia integrada para responder ao desafio dos fluxos de migrantes que procuram chegar à Europa através do Mediterrâneo mas, por razões humanitárias e face à situação de emergência em que se encontram estas 244 pessoas, manifesta mais uma vez a sua disponibilidade para, solidariamente, acolher parte do grupo de migrantes”, acrescenta o mesmo comunicado.

Agora vão iniciar-se os procedimentos com as autoridades de Malta — onde o Aquarius assim como outras pequenas embarcações atracaram esta terça-feira, já que era o porto seguro mais próximo da posição em que encontravam — para a transferência do grupo para o Portugal. Uma operação em tudo semelhante a quando Portugal se disponibilizou a receber 30 pessoas do navio Lifeline.

O ministério liderado por Eduardo Cabrita revelou ainda que “estão também já em curso os procedimentos para a vinda de 50 pessoas de duas embarcações que atracaram em Itália, em julho”.

Os migrantes são maioritariamente do Sudão e da Eritreia e cerca de metade são crianças. Também há cidadãos do Bangladesh, Camarões, Gana, Costa do Marfim, Nigéria, Marrocos e Egito.

Navio humanitário “Aquarius” chegou a Malta

O navio humanitário “Aquarius” chegou esta quarta-feira a Malta, onde vão desembarcar os 141 migrantes resgatados do mar, que serão acolhidos por cinco países, entre os quais Portugal. O navio, operado pelas organizações não-governamentais SOS Mediterranée e Médicos Sem Fronteiras, entrou no porto pouco depois das 14h00 locais (13:00 em Lisboa).

O “Aquarius” resgatou os migrantes em duas operações diferentes em águas internacionais ao largo da Líbia na sexta-feira passada, mas foi proibido por Itália e por Malta de desembarcar os migrantes num dos seus portos.

A situação só se desbloqueou na terça-feira, devido a um acordo entre Malta e cinco países europeus — Portugal, Alemanha, Espanha, França e Luxemburgo –, que se disponibilizaram para acolher cada um parte dos migrantes.

(Notícia atualizada a 15 de agosto, às 16h07, com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Aquaris já chegou a Malta. Portugal vai receber 30 migrantes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião