Bruxelas dá luz verde a aquisição da Sonae Sierra pela Sonae

  • Lusa
  • 24 Agosto 2018

A Comissão Europeia considerou que não haveria entrave à livre concorrência se a Sonae passasse a deter o total do capital da Sonae Sierra, visto que a empresa já era controlada pela primeira.

A Comissão Europeia aprovou hoje a aquisição da Sonae Sierra pela Sonae, ao concluir que a operação não levanta inquietações a nível de concorrência, pois a multinacional portuguesa já detinha conjuntamente a empresa que se dedica ao ramo imobiliário.

Em 14 de julho passado, a Sonae informou que iria reforçar a sua posição na Sonae Sierra, ao concluir a compra de 20% ao grupo inglês Grosvenor por cerca de 255 milhões de euros. A Sonae Sierra, que se dedica ao ramo imobiliário e que gere centros comerciais em todo o mundo, era detida pela Sonae (50%) e pela Grosvenor (50%), pelo que, com a aquisição agora aprovada por Bruxelas, a Sonae reforça a posição, passando a deter 70%.

“A Comissão concluiu que, uma vez que a Sonae já controlava conjuntamente a Sonae Sierra antes da operação, a aquisição não provocará uma mudança significativa no mercado. A Comissão concluiu que a aquisição proposta não levanta inquietações a nível de concorrência”, comunicou hoje o executivo comunitário.

Na nota ao mercado, a Sonae ressalva que a Sonae Sierra “gere e co-controla um portefólio de sete mil milhões de euros (valor de mercado) de 46 centros comerciais na Europa e na América do Sul, com uma área bruta locável de 1,9 milhões de metros quadrados”.

A Sonae Sierra está presente em 12 países, tem mais de 9.300 contratos com lojistas e gere centros comerciais que registaram, em 2017, mais de 438 milhões de visitas.

Comentários ({{ total }})

Bruxelas dá luz verde a aquisição da Sonae Sierra pela Sonae

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião