Queimar ténis e rasgar meias… Assim se protesta nas redes sociais contra o novo anúncio da Nike

  • Rita Frade
  • 4 Setembro 2018

Nike envolta em polémica, por causa do rosto do seu novo anúncio. Campanha com Colin Kaepernick já está a levar consumidores a queimar ténis e a rasgar meias.

Queimar ténis. Rasgar meias. É assim que os consumidores da Nike têm reagido, nas últimas horas, ao mais recente anúncio da marca com o jogador de futebol americano Colin Kaepernick, que ficou mundialmente conhecido por se recusar a ficar de pé durante o hino dos Estados Unidos, num jogo da NFL.

Os utilizadores já criaram, inclusive, vários movimentos de boicote aos produtos da Nike nas redes sociais, como o #BoycottNike — que, segundo a Reuters, conta já com mais de 30 mil tweets ou o #IStandForOurFlag.

No Twitter circulam, ainda, vídeos e imagens de produtos que os consumidores queimaram ou rasgaram, como forma de protesto.

Estes protestos começaram a surgir pouco tempo depois de o jogador ter publicado, na sua conta de Twitter, uma imagem que diz “acredita em alguma coisa, mesmo que isso signifique sacrificar tudo“.

Entretanto, em Wall Street, o boicote contra a nova campanha da Nike, com Colin Kaepernick, já se faz sentir: as ações da empresa estão a derrapar 2,17% para perto dos 80,40 dólares.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Queimar ténis e rasgar meias… Assim se protesta nas redes sociais contra o novo anúncio da Nike

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião