Ryanair vai cancelar 150 voos de e para a Alemanha devido a greve dos pilotos

  • Lusa
  • 11 Setembro 2018

A “greve surpresa" foi convocada para dia 12 de setembro. Ainda está para ser anunciada a data de uma greve europeia dos sindicatos italianos, portugueses, espanhóis e belgas.

A transportadora aérea Ryanair anunciou esta terça-feira que 150 de um total de 400 voos de e para a Alemanha serão cancelados na quarta-feira devido à “desnecessária greve de pilotos”, lê-se em comunicado.

A companhia aérea de baixo custo referiu que o sindicato VC convocou uma “greve surpresa (com um aviso de 24 horas) e desnecessária” na Alemanha para dia 12, acrescentando o desejo em “completar a maioria do seu horário”, pelo que “lamentavelmente se vê forçada a cancelar 150 de 400 voos de/para a Alemanha”. Os clientes afetados foram contactados esta manhã com opções alternativas.

O responsável de ‘marketing’ da Ryanair, Kenny Jacobs, citado no comunicado, condenou a decisão do VC de convocar a greve num curto espaço de tempo e quando a transportadora tinha concordado numa mediação independente, em negociar contratos legais e aumentar salários aos pilotos alemães.

O protesto alemão antecede uma greve europeia que deverá ser oficializada na quinta-feira em Bruxelas, por sindicatos italianos, portugueses, espanhóis e belgas dos trabalhadores da Ryanair.

A imprensa internacional tem referido 28 de setembro como o dia para a maior greve da história da companhia, mas fontes sindicais nacionais contactadas pela agência Lusa garantem não haver ainda data oficializada para o protesto.

A Ryanair tem estado envolvida num conflito com sindicatos a nível europeu, incluindo Portugal, onde tripulantes de cabine realizaram greves no período da Páscoa e integraram um protesto europeu no final de julho.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ryanair vai cancelar 150 voos de e para a Alemanha devido a greve dos pilotos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião