Arbitrare fala na Conferência “Perspetivas da América Latina nas dinâmicas económicas com a Europa e a CPLP”

A Associação Industrial Portuguesa-Câmara de Comércio de Indústria (AIP-CCI), vai organizar, nos dias 1 e 2 de outubro de 2018.

A Associação Industrial Portuguesa-Câmara de Comércio de Indústria (AIP-CCI), vai organizar, nos dias 1 e 2 de outubro de 2018, em Lisboa, a conferência “Perspetivas da América Latina nas dinâmicas económicas com a Europa e a CPLP”.

Esta iniciativa reunirá empresários de 23 países e terá como grandes temas em debate: “Portugal
Plataforma de Negócios – Europa, América Latina e CPLP: Que desafios?”, “Lisboa e Miami: Turismo e Negócios Internacionais – Modelos de Desenvolvimento”.

Também o tema da arbitragem assumirá um grande papel de relevo nas sessões paralelas sob os
painéis: “Panorama da Arbitragem em Portugal e Países da CPLP” e a “Aplicação da tecnologia na
Arbitragem Internacional”.

A presidente da Direção do ARBITRARE, Joana Borralho de Gouveia, será uma das oradoras no
primeiro painel referente ao tema da arbitragem no qual apresentará o ARBITRARE focando os
aspetos práticos da arbitragem nos processos arbitrais instaurados sob a respetiva égide do
Centro.

Esta conferência decorre no âmbito da assembleia geral da Associação Ibero-Americana de
Câmaras de Comércio (AICO) e da reunião anual da Comissão Interamericana de Arbitragem
Comercial (CIAC).

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Arbitrare fala na Conferência “Perspetivas da América Latina nas dinâmicas económicas com a Europa e a CPLP”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião