Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra recebe VIII Encontro Internacional de Arbitragem

Decorrerá entre 11 e 13 de outubro, na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, o VIII Encontro Internacional de Arbitragem de Coimbra. A conferência visa debater o futuro da Arbitragem.

Decorrerá entre 11 e 13 de outubro, na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, o VIII Encontro Internacional de Arbitragem de Coimbra. A conferência visa debater o futuro da Arbitragem, reunindo alguns dos maiores especialistas nacionais e internacionais da área.

O evento é uma vez mais, organizado por José Miguel Júdice, sócio fundador da PLMJ Arbitragem, e por António Pinto Leite, sócio fundador e coordenador do departamento de Contencioso e Arbitragem da Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados . No VIII Encontro serão abordados temas como “Regras especificas para a arbitragem com o estado: serão mesmo necessárias?”, o “Futuro da arbitragem internacional”, a “Inteligência artificial e arbitragem” e a “Arbitragem societária”.

Realizar-se-á ainda um jantar de gala na Quinta das Lágrimas, em homenagem a dois árbitros, um português e um brasileiro: António Pinto Monteiro e Carlos Alberto Carmona. No último dia, na sessão de «hot topics», serão debatidos temas polémicos, como as Regras de Praga, sob o mote: “Arbitragem e regulamentação: engessamento ou previsibilidade?”.

Sobre o encontro, que irá contar com especialistas de países como Portugal, Espanha, Grécia, França e Brasil, José Miguel Júdice considera ser “um momento de dimensão maior, fruto de um leque de presenças cuja reputação e prestígio global encontram-se acima de qualquer dúvida. Esta é uma área que é que cada vez mais importante para a promoção de uma justiça mais rápida e eficaz, pelo que urge entender-se que o futuro passa pela Arbitragem, sobretudo em litígios que têm uma característica técnica muito grande. Como tal, queremos continuar a ter o prazer de trazer a Portugal, neste caso a Coimbra, alguns dos maiores especialistas internacionais na matéria.”

Por seu lado, António Pinto Leite refere que «os Encontros de Coimbra tornaram-se uma instituição, que perdurará por muitos anos e para além daqueles que os conceberam e criaram. Com esta instituição, Coimbra passou a constar como uma das capitais da arbitragem internacional, o que é motivo de orgulho para a comunidade arbitral lusófona»

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra recebe VIII Encontro Internacional de Arbitragem

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião