É oficial: Michael Kors compra Versace por dois mil milhões

Compra integra estratégia da marca norte-americana para constuir o primeiro conglomerado de luxo dos Estados Unidos.

Negócio fechado. A Michael Kors, empresa detida pelo empresário com o mesmo nome, acaba de comprar a Versace, casa italiana de moda, avança esta terça-feira o Business of Fashion [acesso condicionado/conteúdo em inglês].

O negócio, avaliado 2,12 mil milhões de dólares, integra a estratégia da marca norte-americana de construir o primeiro conglomerado de luxo nos Estados Unidos. A notícia tinha sido avançada ainda esta segunda-feira pelo jornal italiano Corriere della Sera, que dizia que Donatella Versace, a vice-presidente e diretora artística da marca, teria marcado uma reunião com a equipa para comunicar esta mudança. A Versace é maioritariamente detida pela família italiana do fundador, Gianni Versace. Os restantes 20% são detidos pelo fundo de investimento Blackstone que, com o negócio, deverá sair do capital da empresa.

A compra da casa Versace pelo grupo norte-americano foi fechada pelo valor de 2,12 mil milhões de dólares, um valor 2,5 vezes superior à faturação atual da marca italiana e 22 vezes o seu EBITDA (ganhos antes de interesses, impostos e amortizações).

Com a ampliação do grupo, a Kors vai passar a chamar-se Capri Holdings Limited e alargar a rede de lojas de 200 para 300, assim como a presença no comércio online que, atualmente, representa 35% do negócio e que deverá crescer para 60% segundo os planos da empresa.

Comentários ({{ total }})

É oficial: Michael Kors compra Versace por dois mil milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião