Viver até aos 80 anos? Habitantes do Norte, Centro e Lisboa têm mais hipóteses

A esperança média de vida dos portugueses aumentou. Está agora em 80,78 anos, sendo de 77,74 anos para os homens e 83,41 anos para as mulheres.

A esperança média de vida está a aumentar. Passou de 80,62 anos no triénio 2014-2016 para os 80,78 no de 2015 a 2017, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Mas há zonas do país em que é provável viver durante mais anos do que noutros. Onde? Norte, Centro e Lisboa.

A esperança média de vida aumentou para todos, mas continua a ser superior para as mulheres. Segundo o INE, as mulheres apresentam uma esperança média de vida de 83,33 anos, enquanto a dos homens está nos 77,61 anos.

Não é só, contudo, o sexo que se verifica disparidades na esperança média de vida. A zona em que se vive também pode influenciar a longevidade dos portugueses.

Segundo o INE, quem vive no Norte do país, tem uma esperaça média de vida superior. É de 81,13 anos para toda a população, 78,21 para os homens e 83,74 para as mulheres. Um valor que aumenta para 81,73 anos para quem nasceu na sub-região norte do Cávado.

No Centro, os habitantes podem esperar viver, em média, até aos 81,07 anos, enquanto em Lisboa esse número cai para 80,85 anos, mantendo-se, no entanto, como uma das zonas com maior esperança média de vida.

É nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores que se observam os valores mais baixos, tanto para o total da população, como para homens e para mulheres. Mas, ainda assim, “nos últimos sete anos, observaram-se melhorias na esperança de vida à nascença em todas as regiões, contudo o maior aumento registou-se na Região Autónoma da Madeira”.

As maiores diferenças de longevidade entre homens e mulheres verificaram-se também nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, onde as mulheres podem esperar, em média, respetivamente, mais 7,18 e 7,11 anos do que os homens.

Comentários ({{ total }})

Viver até aos 80 anos? Habitantes do Norte, Centro e Lisboa têm mais hipóteses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião