Estas startups vão representar Portugal no Web Summit

Startup Portugal anunciou as 200 startups que representarão Portugal no maior evento de empreendedorismo e tecnologia do mundo, que decorre entre 5 e 8 de novembro, em Lisboa.

Já são conhecidas as 200 startups que vão representar Portugal nos próximos dias 5 a 8 de novembro, no Web Summit, em Lisboa, com um desconto de 50% para exporem os seus projetos num dos dias do evento. O número tem crescido ao longo dos anos para aumentar a presença de startups portuguesas no maior evento de tecnologia e empreendedorismo do mundo. E se, em 2016, o programa ofereceu metade da entrada a 66 startups, esse número aumentou para 150 em 2017 e, finalmente, para as duas centenas na edição de 2018.

As startups foram escolhidas ao abrigo do acordo entre o Web Summit e o Governo português, a propósito da iniciativa Road2WebSummit. A escolha dá acesso aos palcos do evento, milhares de investidores, CEO’s e fundadores. Mas, além da presença no evento, as 200 startups selecionadas terão acesso a dois dias intensivos de um bootcamp organizado pela Startup Portugal, associação que leva a cabo a estratégia nacional para o empreendedorismo, em parceria com a Aicep e a Beta-i.

A formação que serve de preparação para o evento decorre em Lisboa nos dias 17 e 18 de outubro e, no Porto, nos dias 23 e 24.

As startups finalistas podem ser conhecidas aqui.

 

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Estas startups vão representar Portugal no Web Summit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião