Jerónimo de Sousa: “50 milhões para aumentar Função Pública é claramente insuficiente”

  • ECO
  • 5 Outubro 2018

O líder do PCP considera que 50 milhões de euros é um valor insuficiente para aumentar os salários dos funcionários públicos, acrescentando ainda que este deve abranger todos os trabalhadores.

Claramente insuficiente“. São as palavras utilizadas por Jerónimo de Sousa para classificar um eventual aumento global de 50 milhões de euros nos salários dos funcionários públicos no Orçamento de Estado de 2019. A posição do líder do PCP foi defendida em entrevista ao Observador (acesso grátis).

Questionado sobre se estaria confortável com a proposta do Governo para aumentos nos funcionários públicos, que poderão não chegar aos 50 milhões de euros, Jerónimo de Sousa começou por afirmar que “ninguém entenderia que durante toda uma legislatura não se concretizasse esse justo objetivo de um aumento salarial“.

Apesar de deixar o tema dos aumentos salariais dos funcionários públicos para a mesa de discussão entre o Governo e os sindicatos, o líder comunista disse, contudo, ser “claramente insuficiente [os 50 milhões de euros] tendo em conta o ponto de partida, foram nove anos”.

Em termos da forma de distribuição, disse ser contra um aumento salários apenas para alguns. “Nós consideramos importante que a haver um aumento salarial, deva ser para todos. Pela nossa proposta de valorização do salário mínimo estamos a pensar nos salários mais baixos, mas isso não deve implicar que outros escalões e outros trabalhadores, com salários médios ou com salários razoáveis, sejam postos de parte. Se é aumento salarial, deve ser considerado para todos os trabalhadores”, disse Jerónimo de Sousa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jerónimo de Sousa: “50 milhões para aumentar Função Pública é claramente insuficiente”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião