Scooters elétricas vieram para ficar. Portuguesa iomo arranca em Lisboa

A empresa quer aumentar a frota para mil veículos no próximo ano, e marcar presença em mais quatro cidades portuguesas. As viagens pela capital custam em média 0,15 cêntimos por minuto. 

Se quer começar a usar scooters elétricas, a oferta em Lisboa está cada vez mais composta. A plataforma iomo chega à capital neste mês, e vai permitir circular pela cidade a 0,15 cêntimos por minuto.

O lançamento oficial do serviço está marcado para o início de outubro, com uma frota de 50 scooters, revela a empresa portuguesa em comunicado. Mas as primeiras iomo estão em circulação na capital lisboeta, na zona do Parque das Nações e no Saldanha, para serem testadas.

A aplicação da iomo mostra os pontos onde existem scooters disponíveis.iomo

As iomo apresentam-se como um “last mile transportation“, para percorrer curtas distâncias em cidades. A empresa quer chegar aos 1.000 veículos no próximo ano, e a mais quatro cidades para além de Lisboa.

Uma app de smartphone, que vai estar disponível para android e iOS, é a base do serviço. É lá que o utilizador pode ver no mapa todos os locais de “estacionamento”, para escolher e reservar a zona preferencial, num sistema que funciona, por exemplo, como as bicicletas urbanas. No fim da viagem, que tem um custo médio de 0,15 cêntimos por minuto, devolve a scooter num dos locais disponíveis.

Para conduzir estes veículos não precisa de uma licença de condução: apenas de ter mais de 18 anos. As scooters andam seis vezes mais rápido do que o passo de caminhada, sendo possível percorrer um quilómetro em cerca de três a quatro minutos, garante a iomo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Scooters elétricas vieram para ficar. Portuguesa iomo arranca em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião