De The Killers a Ed Sheeran, assim mudaram as preferências em dez anos de Spotify

Em dez anos, ouviram-se o equivalente a 16.858.080 anos de música e identificaram-se mais de 2.000 géneros musicais.

Outubro é o mês do Spotify. A plataforma de streaming celebra o décimo aniversário e aproveita a ocasião para mostrar como é que, em dez anos, o panorama musical tem vindo a transformar-se. Se em 2008, data do seu lançamento, a música mais ouvida foi “Human”, dos The Killers, no ano passado a medalha foi para o “Shape of You”, do Ed Sheeran.

A verdade é que, ao longo da última década, o Spotify tem, de acordo com o El Economista (acesso livre, conteúdo em espanhol), conseguido liderar a transformação que a indústria musical tem enfrentado. Desde o auge da pirataria, passando pela obrigatoriedade de comprar discos inteiros, até aos serviços de streaming, a forma como ouvimos música tem mudado bastante.

Agora, as músicas estão nos smartphones, que permitem um acesso muito rápido a qualquer conteúdo. E, gostar apenas de uma faixa não justifica comprar o disco inteiro, explica o presidente da Sony Music Spain, José María Barbat.

O sistema de recomendação e sugestão de músicas é considerado um dos fatores mais diferenciadores e que impulsionou o crescimento da plataforma. Ouviram-se o equivalente a 16.858.080 anos de música e identificaram-se mais de 2.000 géneros, tão diferentes entre eles como wonky, shimmer pop ou british blues.

Quanto ao catálogo da empresa sueca, este tem vindo a crescer até aos atuais 40 milhões de músicas e podcasts disponíveis. Mas, quais foram os artistas mais ouvidos e as músicas mais repetidas ao longo da existência do Spotify?

Conheça a lista das canções mais ouvidas por ano, a nível global, desde o início do Spotify, em 2008:

  • 2008: The Killers – Human
  • 2009: The Black Eyed PeasI Gotta Feeling
  • 2010: Eminem, Rihanna – Love The Way You Lie
  • 2011: Don Omar – Danza Kuduro
  • 2012: Gotye – Somebody That I Used To Know (feat. Kimbra)
  • 2013: Macklemore & Ryan Lewis – Can’t Hold Us (feat. Ray Dalton)
  • 2014: Pharrell Williams – Happy
  • 2015: Major Lazer – Lean On (feat. MØ & DJ Snake)
  • 2016: Drake – One Dance
  • 2017: Ed Sheeran – Shape of You

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

De The Killers a Ed Sheeran, assim mudaram as preferências em dez anos de Spotify

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião