Tabaco fica mais caro. Preço do maço pode subir até 10 cêntimos

Governo vai agravar impostos sobre o tabaco, com o Orçamento do Estado a prever aumentos do maço que poderão fazer com que, no máximo, o maço aumente 10 cêntimos, diz fonte do setor ao ECO.

O tabaco vai ficar mais caro no próximo ano, prevendo-se agravamentos que poderão chegar aos 10 cêntimos por maço, adiantou fonte do setor ao ECO. Isto acontece na sequência do aumento do imposto que consta no Orçamento do Estado para o próximo ano. Mas tudo dependerá da política comercial da empresa de tabaco, que pode querer absorver o impacto desta subida do imposto e manter os preços.

Em causa está o agravamento apenas de uma das duas componentes da tributação sobre o tabaco, o elemento específico. Esta componente da taxa vai aumentar em 1,3% para 96,12 euros, acompanhando a taxa de inflação. Este valor recai sobre mil cigarros (ou 50 maços), o que significa um aumento de 2,46 cêntimos por maço (independentemente da marca).

Quanto ao ad valorem, a outra componente do imposto sobre o tabaco que recai sobre o preço do mercado, apesar de se ter falado de uma subida de 15% para 16%, o Orçamento do Estado para 2019 que foi esta segunda-feira entregue ao Parlamento, não prevê qualquer alteração: ficará nos 15%.

Assim sendo, feitas as contas, este agravamento fiscal será traduzido em aumentos de preços de 2,46 cêntimos por maço, segundo as contas da consultora EY.

É neste cenário que fonte do mercado admite que os preços possam subir 10 cêntimos por maço, caso as empresas decidam repercutir a subida da taxa sobre do tabaco (tal como as portagens só sobem de cinco e cinco cêntimos, o tabaco aumenta de dez em dez cêntimos). Ainda assim, a mesma fonte lembrou que estratégia comercial pode passar por uma absorção deste impacto fiscal e, nesse caso, as empresas mantêm os preços do tabaco tal como estão.

Analisando um conjunto de cinco marcas disponíveis no mercado nacional, um maço de Marlboro poderá passar a custar 5,10 euros, mantendo-se como a marca mais cara. Um SG Ventil terá um custo de 4,90 euros. Já o maço de Camel custará 4,70 euros, enquanto o LM e o John Player terão um preço de 4,60 euros por cada maço.

Quanto custará cada maço?

Importa sublinhar, porém, a atualização de preços dos maços de tabaco não se fará necessariamente logo a no dia 1 de janeiro do próximo ano, como acontece com a grande maioria das medidas previstas no Orçamento do Estado. Isto acontece porque haverá maços em stock nos produtores e cujos selos ainda terão os preços atuais quando o orçamento entrar em vigor.

Comentários ({{ total }})

Tabaco fica mais caro. Preço do maço pode subir até 10 cêntimos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião