5 coisas que vão marcar o dia

No mesmo dia em que faz precisamente um ano da venda do Novo Banco ao Lone Star, o Fórum Económico Mundial revela o Ranking da Competitividade de 2018-2019.

No mesmo dia em que faz precisamente um ano da venda do Novo Banco ao Lone Star, o Fórum Económico Mundial revela o Ranking da Competitividade de 2018-2019. Já as negociações do Brexit prosseguem também esta quarta-feira, dia do jantar de trabalho dos 27 Chefes de Estado e de Governo, que marca o início da cimeira europeia. Veja estes e outros acontecimentos que vão marcam o dia.

Estará Portugal mais competitivo?

Durante esta manhã vai ser apresentado o Ranking da Competitividade do Fórum Económico Mundial (FEM), ou, no seu nome original, o Global Competitiveness Report 2018–2019, numa sessão no auditório da AESE Business School, em Lisboa, a começar às 10h30. O relatório do ano passado confirmou que Portugal estava mais competitivo do que em 2016, tendo subido quatro posições, de 46.º para 42.º, de um total de 137 países em análise. No entanto, a “ineficiente burocracia do Governo” era ainda apontada como um dos entraves à competitividade do país.

Venda do Novo Banco ao Lone Star cumpre um ano

Passou precisamente um ano desde a venda no Novo Banco ao fundo norte-americano Lone Star. Há um ano estava o banco português a aprovar, em assembleia-geral, um aumento de capital de 750 milhões de euros, assegurado pelo Lone Star. Na altura, Donald Quintin, senior managing director do Lone Star, dizia que estava satisfeito por chegar ao fim deste processo. “Após dois anos de trabalho com as autoridades portuguesas, o Banco Central Europeu e a Comissão Europeia conseguimos assegurar as condições necessárias para finalizar a aquisição de uma posição de 75%” no Novo Banco.

IGCP realiza duplo leilão de dívida de curto prazo

Esta quarta-feira, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) vai realizar um duplo leilão, com o objetivo de angariar entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros, de acordo com a instituição. Liderado por Cristina Casalinho, o IGCP vai, assim, realizar uma emissão a três meses e outra a 11 meses. Os títulos têm maturidade em 18 de janeiro de 2019 e 20 de setembro de 2019.

Enfermeiros continuam em greve

A greve nacional de enfermeiros, que teve início no passado dia 10, prossegue esta quarta-feira, bem como nos próximos dias 18 e 19 de outubro. Convocada pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), pelo Sindicato dos Enfermeiros da Região Autónoma da Madeira (SERAM), pelo Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (SINDEPOR) e Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE), em causa está a exigência ao Governo de uma nova proposta de revisão das carreiras. A greve, que já começou durante o turno desta noite, alarga-se, também, aos turnos desta manhã e tarde, em todos os serviços das instituições hospitalares, com exceção dos blocos operatórios e da cirurgia do ambulatório.

Brexit: jantar marca início da cimeira europeia em Bruxelas

Esta noite, os Chefes de Estado e de Governo dos 27 vão fazer um ponto de situação sobre o Brexit num jantar que marcará o início da cimeira europeia, em Bruxelas, que deverá durar até quinta-feira, 18 de outubro. A Comissão Europeia já tinha confirmado, na passada segunda-feira, que as negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia estão paradas até à hora deste jantar.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião