Tajani não encontrou novidades no discurso de May na cimeira dedicada ao Brexit

  • Lusa
  • 17 Outubro 2018

O presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, disse que não viu nada de sustancialmente novo no discurso da primeira-ministra britânica, Theresa May, perante os líderes dos 27 Estados-membros.

O presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, afirmou não ter constatado nada de substancialmente novo no discurso da primeira-ministra Theresa May perante os líderes europeus, no arranque de uma cimeira dedicada ao Brexit, em Bruxelas.

“Não constatei novidades substanciais no conteúdo do discurso”, disse Tajani, referindo-se à intervenção da primeira-ministra britânica, que apresentou aos restantes 27 chefes de Estado e de Governo da União Europeia o ponto de vista de Londres relativamente às negociações ainda em curso sobre a saída do Reino Unido do bloco europeu.

Tajani, que ainda assistiu na sede do Conselho Europeu à intervenção de May, antes do início formal do Conselho Europeu dedicado ao Brexit, apenas a 27, acrescentou que a primeira-ministra britânica mostrou “boa vontade política” em conseguir chegar a um acordo para a saída ordenada do Reino Unido da UE, mas insistiu que o essencial do seu discurso “não mudou”.

À entrada para o Conselho, May defendera que um acordo para a saída ordenada do Reino Unido da UE ainda é possível, mostrando-se confiante de que o entendimento poderá ser alcançado se ambas as partes trabalharem intensamente nas próximas semanas.

Os chefes de Estado e de Governo da UE iniciaram esta quarta-feira, em Bruxelas, cerca das 19h30 locais (18h30 de Lisboa) uma cimeira de dois dias condenada a não ser “o momento de verdade”, como era apresentada, já que as negociações para a saída do Reino Unido do bloco comunitário chegaram a um impasse nas vésperas do Conselho Europeu que era suposto “selar” o acordo.

No arranque dos trabalhos da cimeira, na qual Portugal está representado pelo primeiro-ministro, António Costa, a primeira-ministra britânica dirigiu-se aos restantes líderes para apresentar a avaliação que o seu Governo faz das negociações.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, havia dito que esperava que Theresa May avançasse “propostas concretas” para desbloquear o impasse nas negociações, o que, de acordo com a leitura de Tajani, não sucedeu.

Já sem a primeira-ministra britânica na sala, os 27 decidirão esta quarta-feira à noite como conduzir as negociações a partir deste momento, com base numa recomendação do negociador-chefe da UE, Michel Barnier, que já reconheceu que é necessário “mais tempo” para tentar chegar a um acordo.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Tajani não encontrou novidades no discurso de May na cimeira dedicada ao Brexit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião