Governo de Costa está a “beneficiar do trabalho” de Passos Coelho, diz Weber

  • ECO
  • 23 Outubro 2018

O alemão Manfred Weber está na corrida para ser candidato do PPE à Comissão Europeia. Elogia Centeno e diz que Costa está a "beneficiar" das decisões de Passos Coelho.

Manfred Weber veio a Portugal pedir o apoio de Rui Rio e Assunção Cristas mas, foi de António Costa, Pedro Passos Coelho e Mário Centeno que falou ao Observador. O candidato a candidato do PPE à presidência da Comissão Europeia desvaloriza os feitos do atual primeiro-ministro, elogia o anterior e diz “respeitar muito” o ministro das Finanças.

“Tenho de dizer que este Governo está a governar com base nas decisões anteriores, não tanto nas decisões atuais”, sublinha o alemão, considerando que António Costa está a “beneficiar” das escolhas feitas pelo Executivo de Pedro Passos Coelho, sobretudo no que diz respeito à economia.

Apesar de desvalorizar os “feitos” do atual Governo, Weber salienta que Portugal fez uma “evolução positiva ao longo dos últimos anos”, tendo conseguido “cumprir os compromissos com a União Positiva”. “É uma coisa positiva”, nota, mas rapidamente avisa: “A parte mais problemática é que o que Portugal terá de fazer para essa percentagem [de défice]”.

O atual líder da bancada do PPE no Parlamento Europeu aconselha, neste contexto, o Governo português a “criar melhores infraestruturas” de modo a “captar investimentos estrangeiros”. “Portugal poderia estar muito melhor do que está hoje e deveria estar à frente de qualquer um outro, porque estamos num período de baixos custos com energia, baixas taxas de juro e num período de estabilidade do crescimento a nível global. Mas este tempo parece estar a acabar, se fizermos uma análise global”, enfatiza ainda.

O político realça ainda que “não podemos esperar que a situação atual se mantenha sempre”, pelo que é preciso aproveitar para “incrementar a capacidade de investimento” e “conseguir ir mais além”. Isto para “criar um futuro para as gerações vindouras”.

Já sobre Mário Centeno, Manfred Weber diz ter “muito respeito” pelo seu trabalho enquanto presidente do Eurogrupo, mas recusa especular sobre se seria ou não um bom candidato à vice-presidência da Comissão Europeia. “Penso que ele tem uma linha clara de agir, porque conseguiu compreender as últimas crises na zona euro e está a dar todos os passos para que os países cooperem mais com os outros”, conclui.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo de Costa está a “beneficiar do trabalho” de Passos Coelho, diz Weber

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião