Bolsonaro e Trump tiveram “conversa muito boa”

Donald Trump e o novo Presidente eleito brasileiro já tiveram a oportunidade de falar. Tiveram uma "conversa muito boa" em que acordaram trabalhar juntos ao nível do comércio e dos assuntos militares.

O Presidente norte-americano já teve a oportunidade de congratular o novo Presidente eleito brasileiro pela sua vitória. No Twitter, Donald Trump avançou que teve uma “conversa muito boa” com Jair Bolsonaro e salientou que os dois países trabalharão “de perto” em muitas áreas como o comércio e os assuntos militares.

“Tive uma conversa muito boa com o novo Presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, que ganhou a corrida com uma margem substancial“, frisou Trump.

No tweet em que deu conta da “excelente chamada telefónica”, o líder norte-americano adiantou também que acordou com o político brasileiro — que está a apelidado por alguns órgãos de comunicação de “Trump do Brasil” — trabalhar “de perto”, no que diz respeito ao comércio e aos assuntos militares.

Jair Bolsonaro foi eleito, este domingo, Presidente do Brasil com 55,13% dos votos, derrotando assim o candidato petista Fernando Haddad. No seu primeiro discurso como líder eleito do Brasil, Bolsonaro prometeu trazer a prosperidade ao país e eliminar o défice público primário.

“Vamos juntos mudar o destino do Brasil. Sabíamos para onde estávamos indo, agora sabemos para onde queremos ir”, afirmou o novo Presidente eleito, pouco depois de serem conhecidos os resultados eleitorais. Bolsonaro sucede a Michel Temer como 38º Presidente da República Federativa do Brasil.

Aos 63 anos, Bolsonaro conta com 28 de experiência política, embora nunca tenha ocupado qualquer cargo relevante no Parlamento.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bolsonaro e Trump tiveram “conversa muito boa”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião