EDP Comercial vai começar a vender energia na Polónia. Segue-se França, Itália e Texas

França, Itália e Texas são as outras regiões onde a EDP Comercial vai vender energia a clientes empresarias, mas estas ainda não têm um calendário definido.

A EDP Comercial, que atua no mercado livre de energia, está prestes a dar o primeiro passo rumo à internacionalização. A Polónia será o primeiro país onde a empresa vai começar a vender eletricidade, já no início do próximo ano. No calendário da internacionalização estão, também, França, Itália e Texas.

“Com foco no mercado empresarial, o nosso objetivo é começar a comercialização [no mercado polaco] já em 2019”, avançou Vera Pinto Pereira, administradora executiva da EDP Comercial. “Os outros países [que constam na agenda da internacionalização da empresa] deverão seguir este exemplo em breve”, acrescentou numa apresentação feita aos jornalistas na sede da elétrica.

A Polónia será, assim, o primeiro país onde a empresa vai iniciar a venda de eletricidade a clientes empresariais, sobretudo devido ao facto de já ter uma country manager, algo que Vera Pinto Pereira anunciou esta terça-feira durante uma conferência de imprensa de apresentação da nova estratégia da EDP Comercial.

Quantos às restantes localizações em agenda, ainda não há datas para o início da comercialização, tudo irá depender “do desenrolar das negociações”. Este é o primeiro passo da Comercial no caminho para a internacionalização, mas não é uma estreia para o Grupo EDP, que já está presente, lá fora, em Espanha e no Brasil.

“Fomos beber à base, mas há agora um novo pulsar”

A EDP Comercial vai adotar uma nova estratégia de posicionamento no mercado, que — apesar de Vera Pinto Pereira negar tenha alguma coisa a ver com o distanciamento entre a empresa e a base (a EDP) — é um “revisitar da linguagem gráfica e do estilo de comunicação”, adaptado ao mundo e às atuais tendências. O foco está no ritmo e na inovação, consciente de todos os desafios ao nível tecnológico e energético pelos quais o mundo passa.

“Fomos beber à base, mas há agora um novo pulsar”, afirmou a administradora executiva, que está há menos de um ano na liderança da EDP Comercial, tendo deixado as anteriores responsabilidades ibéricas na FOX.

Vera Pinto Pereira, antes managing diretor da Fox na Península Ibérica, ocupou o lugar de Nuno Alves, tornando-se a administradora da EDP.

Da agenda estratégica constam, agora, três prioridades, começando logo pela qualidade de serviço e experiência de cliente. Vera Pinto Pereira afirma que se trata de um “esforço de inovação” e que já está a dar frutos, com “uma taxa de reclamação abaixo da concorrência”. Contudo, confessa que, hoje em dia, os clientes já não comparam a EDP com as suas concorrentes, mas com a Amazon ou a Netflix, por exemplo.

Em segundo lugar, a EDP Comercial quer distinguir-se por não ser apenas uma empresa que vende energia, mas uma empresa que vende serviços de energia inteligente. Quer com isto dizer “serviços que respondem às novas necessidades do cliente e que lhes aportam valor”. Por fim, Vera Pinto destaca, ainda, a intenção de ser líder na mobilidade inteligente.

Além de energia, soluções de energia solar ou de eficiência energética

As metas estabelecidas num período de três anos, até 2021, determinam que a empresa alcance uma quota de 40% dos seus clientes cobertos por serviços adicionais, além do fornecimento de energia. Para atingir esse objetivo, a EDP Comercial conta vender mais o serviço Funciona (um serviço que facilita a assistência técnica e as reparações de eletrodomésticos) — que este ano cresceu 15% em Portugal — mas também outros serviços e produtos como soluções de energia solar, de eficiência energética ou seguros de saúde, por exemplo.

A venda de serviços de eficiência energética a clientes empresariais aumentou, por sua vez, 37% em Portugal, desde o início do ano até ao momento

A administradora da EDP Comercial — que se relaciona atualmente com quatro milhões de clientes — aproveitou, ainda, para apresentar uma nova campanha publicitária que faz uma brincadeira com a sigla da empresa (EDP), que significa Energias de Portugal. No vídeo a mensagem é “EDP. A Energia Das Pessoas”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Comercial vai começar a vender energia na Polónia. Segue-se França, Itália e Texas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião