Miguel Almada sai da Morais Leitão para sócio da Cuatrecasas

A partir de Janeiro a Cuatrecasas passa a contar com Miguel de Almada como sócio coordenador da área de Litígios e Arbitragem em Lisboa.

Miguel de Almada será sócio da Cuatrecasas já a partir de Janeiro. O ex-sócio da Morais Leitão (ML) transita assim para sócio coordenador da área de Litígios e Arbitragem do escritório em Lisboa.

Maria João Ricou, managing partner da sociedade ibérica em Portugal, refere que “o percurso, experiência e prestígio do Miguel de Almada correspondem inteiramente ao perfil que consideramos indicado para reforçar e liderar a nossa área de Litígios e Arbitragem. A Cuatrecasas tem uma equipa com elevada capacidade técnica e rigor ético, e a integração do Miguel de Almada enquadra-se numa estratégia de consolidação e desenvolvimento desta área de prática, uma das mais importantes da nossa sociedade a nível global”, segundo explicou à Advocatus. O escritório perdeu em Junho deste ano os sócios Miguel Esperança Pina, Leonor Chastre e Ruy Mayer.

Para Miguel de Almada “a minha integração na Cuatrecasas constitui uma oportunidade muito estimulante de assumir um novo projeto, com altos patamares de exigência, enorme potencial, um âmbito internacional, e uma cultura organizacional muito focada na inovação.”

De acordo com Frederico Bettencourt Ferreira, sócio do departamento de Litígios e Arbitragem da Cuatrecasas, “estamos muito entusiasmados com a vinda do Miguel de Almada, que irá impulsionar o crescimento da nossa equipa”.

Nuno Galvão Teles, managing partner da ML, em declarações à Advocatus sublinha que “Miguel Almada, depois de 20 anos na Morais Leitão e de um percurso brilhante no contencioso cível e na arbitragem, teve um convite de uma sociedade ibérica com características únicas, que lhe pareceu ser irrecusável, passando a liderar a área de contencioso daquela sociedade. Temos muita pena de ver sair o Miguel, embora compreendamos a sua opção. A Morais Leitão e os diversos sócios do nosso muito ativo departamento de Contencioso saberão continuar a servir os nossos clientes com os mesmos padrões de qualidade de sempre”.

Miguel de Almada é especialista em resolução de litígios, sobretudo em contencioso civil e comercial, e em arbitragens domésticas e internacionais, a par de processos de insolvência e reestruturação. Atua como advogado e árbitro e tem experiência na assessoria em situações de pré-litígio e em litígios judiciais e arbitrais em diversos domínios, incluindo projetos, construção, concessões, parcerias público-privadas, joint ventures, societário, fusões e aquisições, energia, distribuição, comércio e alimentação, telecomunicações, bancário e financeiro.

É Vice-Presidente da Comissão de Gestão do Centro de Arbitragem da Concordia – Centro de Conciliação, Mediação de Conflitos e Arbitragem, Secretário Executivo da Direção da Associação Portuguesa de Arbitragem, Vice-Presidente da Direcção do Capítulo Português do Club Español del Arbitraje, membro da Comissão de Arbitragem e ADR da Câmara de Comércio Internacional (CCI), do Comité Português de Arbitragem da CCI e da task force da CCI denominada “Maximizing the Probative Value of Witness Evidence”.

É desde 2009 docente nos cursos de pós-graduação em Arbitragem e de licenciatura em Direito na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.

Miguel de Almada integrou a Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados entre 1998 e 2018, tendo-se tornado sócio em 2010 e passado depois a coordenar uma das equipas de Contencioso e Arbitragem. É licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, pós-graduado em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa e pós-graduado em Arbitragem pela Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.

Este ano a Cuatrecasas incorporou 29 novos associados e anunciou três novos sócios em Portugal.

 

Comentários ({{ total }})

Miguel Almada sai da Morais Leitão para sócio da Cuatrecasas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião