Refrigerantes, garrafas de água e lenços de papel. Saiba porque é que a Amazon quer deixar de vender estes produtos

São produtos para banir, uma vez que têm uma margem de lucro muito baixa. São vendidos, normalmente, por menos de 15 dólares e, além disso, têm associados elevados custos de envio.

A Amazon está de olhos postos nos produtos com menos margem de lucro, aos quais chama de CRaP (can’t realize a profit). À lista não escapam os refrigerantes, as garrafas de água e os lenços de papel, de acordo com o The Wall Street Journal (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

Este tipo de artigos é vendido, normalmente, por menos de 15 dólares e, além disso, têm associados custos de envio mais elevados, tendo em conta que são objetos pesados e/ou volumosos. Por isso mesmo, a gigante do comércio eletrónico quer inverter a estratégia, dando primazia aos artigos cuja margem de lucro é bastante melhor.

A empresa liderada e fundada por Jeff Bezos estará já a eliminar alguns artigos CRaP e, em alguns casos, a trabalhar com os fabricantes para encontrar outro tipo de soluções, que não a total eliminação da página web. É o caso dos produtos da Coca-Cola, que a Amazon quer continuar a comercializar, mas agora noutros termos.

A ideia é que, no caso específico da Coca-Cola, por exemplo, os produtos sejam enviados diretamente das instalações da marca para os consumidores, sem a necessidade de passar pelo centro da Amazon.

De acordo com os analistas consultados pela publicação norte-americana, a Amazon cresceu de tal modo que representa agora quase metade do comércio eletrónico, o que faz com que muitas marcas já não vejam a plataforma simplesmente como uma opção de venda online, mas sim como uma necessidade. Segundo a Emarketer, quase metade das pesquisas através da internet começam, aliás, nesta gigante do comércio online.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Refrigerantes, garrafas de água e lenços de papel. Saiba porque é que a Amazon quer deixar de vender estes produtos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião