Medo da Amazon? Sonae diz que americanos nem site têm em Portugal

Sonae tenta reafirmar atratividade do seu negócio após falhar venda da unidade de retalho na bolsa. Diz que vale mais do dobro do que o mercado avalia. E desvaloriza concorrência da Amazon.

Falhada a oferta de venda de ações da Sonae MC, a Sonae veio reafirmar esta segunda-feira a sua história de investimento junto dos investidores. Diz que vale mais do dobro daquilo que o mercado avalia atualmente. Medo da Amazon no comércio online? “Não é um grande problema em Portugal. Os shoppings são muito populares aqui. E a Amazon não tem um site www.amazon.pt nem um armazém”, sublinha a empresa.

Enquanto procura reorientar-se após ter voltado atrás com os planos de colocar o seu negócio de retalho na bolsa, a Sonae atualizou a apresentação junto dos investidores para assegurar que continua atrativa.

Começa por argumentar que se encontra subavaliada na bolsa, assinalando que há uma “enorme diferença” entre o valor líquido do ativo (NAV) da empresa e a sua avaliação no mercado. A este propósito, diz que o NAV cresceu 4% a um ritmo anual desde 2009, tendo chegado ao final de junho a valer 4,1 mil milhões de euros, mais do dobro da sua capitalização bolsista (cerca de 1,7 mil milhões de euros).

Aliás, sobre o preço da ação, a Sonae argumenta que foi “particularmente afetada pela crise financeira global, mas também pelos problemas económicos e financeiros em Portugal”, contrapondo a sua cotação (fechou esta segunda-feira nos 0,84 euros) com a média de preços alvo dos analistas (1,37 euros).

Também destaca que possui um “negócio de retalho diversificado”, do qual fazem parte marcas como o Continente, Worten, Wells, Maxmat, Go Natural, entre outros, e que se encontra estabelecido numa rede de centros comerciais que são o “destino proeminente” para as compras em Portugal.

Por outro lado, depois de desvalorizar a concorrência da gigante do comércio online Amazon, dizendo que nem site em Portugal tem, a Sonae evidencia que a sua estrutura de holding “fornece um parceiro completamente alinhado com um histórico de criação de valor”.

Entre as mensagens chave que tenta transmitir na apresentação, a Sonae lembra que é líder de mercado na maioria dos formatos de retalho onde opera, está posicionada para melhorar a rentabilidade e para fazer crescer a remuneração aos acionistas.

Comentários ({{ total }})

Medo da Amazon? Sonae diz que americanos nem site têm em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião