Continente faz parceria com a Glovo para entregas rápidas em Lisboa

A Glovo é o mais novo parceiro do Continente para entregas rápidas em Lisboa. O objetivo é "melhorar a eficiência das entregas e aumentar o leque de produtos disponíveis neste serviço".

O Continente assegurou uma parceria com a Glovo para entregas rápidas ao domicílio em Lisboa. O projeto-piloto estende-se às zonas da Serafina, Campo Grande, Alvalade, Areeiro, Alfama, Cais do Sodré e Santos, anuncia a empresa em comunicado.

O Continente, insígnia que pertence à Sonae MC, adianta que o objetivo desta parceria é “melhorar a eficiência das entregas e aumentar o leque de produtos disponíveis neste serviço”.

Apesar de não adiantar datas nem novas áreas a abranger, o Continente assegura que pretende alargar este serviço a novas áreas.

Este não é o primeiro projeto-piloto que o Continente desenvolve neste sentido, uma vez que no Porto há já uma oferta semelhante, desde julho, com a SendEat, e vem juntar-se à estrutura própria do Continente que assegura, há vários anos, entregas ao domicílio.

Em Lisboa, os clientes podem fazer os pedidos de entrega dos produtos através do marketplace da Glovo ou através da aplicação, disponível para android e iOS. Os produtos estão disponíveis em 15 categorias que vão desde mercearia, laticínios, peixaria, talho, higiene e beleza, limpeza, padaria ou take away.

“O Continente Online está determinado em satisfazer as necessidades dos seus clientes e por este motivo, a distribuidora Glovo — que já disponibilizava produtos Continente no seu marketplace e que executa as entregas em 30 minutos — foi o parceiro óbvio para este serviço. Desta forma, em Lisboa passa também a ser possível adquirir qualquer produto Continente de forma rápida e sem esforço”, afirma a empresa de Luís Moutinho, em comunicado.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Continente faz parceria com a Glovo para entregas rápidas em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião