Banco de Portugal já chumbou mais de uma centena de intermediários de crédito

O Banco de Portugal recebeu 3.876 pedidos de autorização daqueles que pretendem ser intermediários de crédito desde o início do ano, até 22 de dezembro.

O Banco de Portugal (BdP) recebeu quase quatro mil pedidos de autorização para intermediário de crédito até 22 de dezembro, dos quais já recusou mais de uma centena. Foram aprovados 820 pedidos, e os restantes estão ainda em análise.

Desde o início do ano, a instituição liderada por Carlos Costa é responsável pela autorização e registo de todas as pessoas singulares ou coletivas que pretendam exercer a atividade de intermediário de crédito. Foram 3.876 aqueles já que mostraram interesse, de acordo com os dados do Banco de Portugal, e 114 os que foram chumbados.

Os 820 pedidos aprovados representam 21,1% do total, obtendo assim “luz verde” para operarem a partir de 1 de janeiro do novo ano.

Apesar de ainda não ter chegado ao fim, dezembro já é o mês em que o BdP recebeu mais pedidos, 736 no total, e também aquele em que foram aprovados mais, cerca de 322 processos.

Os interessados sabem a decisão da instituição no prazo de três meses desde a candidatura, e, se esta for positiva, o registo do intermediário será promovido pelo BdP nos 30 dias seguintes à aprovação.

Os intermediários de crédito facilitam a obtenção deste produto, mas não estão autorizados a conceder crédito, nem a intervir na comercialização de outros produtos ou serviços bancários, como, por exemplo, depósitos a prazo ou serviços de pagamento.

Comentários ({{ total }})

Banco de Portugal já chumbou mais de uma centena de intermediários de crédito

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião