Goldman Sachs e Bank of America brilham após resultados. Wall Street em alta

Goldman Sachs e do Bank of America animaram os investidores com resultados acima do esperado. Banca brilha no dia em que foi anunciado uma das maiores aquisições de sempre no setor das fintech.

As bolsas norte-americanas estão em alta, impulsionadas pelos resultados positivos do setor bancário, nomeadamente do Goldman Sachs e do Bank of America. A deixar os investidores ainda mais otimistas está um acordo de mais de 20 mil milhões de dólares alcançado no setor das fintech.

O principal índice de referência S&P 500 está a valorizar 0,17% para 2.614,75 pontos, enquanto o industrial Dow Jones está a somar 0,31% para 24.139,91 pontos. O Nasdaq sobe 0,14% para 7.033,35 pontos, isto depois de ter registado uma forte subida na última sessão, à boleia da Netflix.

A semana arrancou tremida para os mercados, com os resultados dececionantes do Citigroup mas, por esta altura, a tendência já se inverteu. Esta quarta-feira, o Goldman Sachs superou as expectativas dos analistas e apresentou lucros de 2,32 mil milhões de dólares (dois mil milhões de euros) no último trimestre do ano passado, o equivalente a um lucro de 6,04 dólares por ação. Os títulos do banco estão a valorizar 4,42% para 187,87 dólares.

Ainda na banca, naquela que é a semana de apresentação de resultados do setor, o Bank of America também se destacou ao obter um resultado líquido de 7,28 mil milhões de dólares (6,36 mil milhões de euros) no mesmo período, uma subida de 208% face ao mesmo trimestre de 2017. Os analistas previam um lucro de 0,63 dólares por ação mas o banco tocou nos 0,7 dólares por ação. Os títulos da instituição estão a valorizar 5,33% para 27,97 dólares.

A contribuir também para este sentimento positivo está um acordo alcançado no setor das fintech: a fornecedora de tecnologia financeira Fiserv anunciou que vai comprar a First Data, num negócio avaliado em 22 mil milhões de dólares (19 mil milhões de euros). Esta é considerada uma das maiores aquisições de sempre no setor, diz a Reuters (conteúdo em inglês). As ações da Fiserv estão a cair 7,72% enquanto as da First Data sobem 16,33%.

“Com as empresas a anunciarem que vão gastar dinheiro na aquisição de outras empresas para continuarem a crescer mostra que o “espírito animal” ainda está vivo“, diz Michael Antonelli, diretor administrativo de vendas da Robert W. Baird, citado pela Reuters.

Comentários ({{ total }})

Goldman Sachs e Bank of America brilham após resultados. Wall Street em alta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião