China tenta tréguas. Europa acelera, bolsa de Lisboa toca máximos de três meses

A bolsa nacional encerrou no verde, acompanhando o sentimento positivo vivido na Europa. De todas as cotadas nacionais, apenas o BCP encerrou em queda com os títulos a perderem 0,41%.

A bolsa nacional encerrou a última sessão da semana em alta, tocando máximos de cerca de três meses, com apenas uma cotada em queda. Lisboa está a acompanhar o sentimento positivo que se viveu nas restantes praças europeias, depois de a China se mostrar disponível para comprar mais produtos aos Estados Unidos.

O PSI-20 subiu 0,76% para 5.068,02 pontos, alcançando o valor mais elevado desde 9 de outubro. De entre as 18 cotadas nacionais, apenas uma encerrou com perdas: os títulos do BCP recuaram 0,41% para 0,2427 euros, naquela que é a segunda sessão consecutiva no vermelho.

Nos ganhos, o destaque vai para as ações da Jerónimo Martins, que subiram 1,72% para 12,1 euros, e para a Galp Energia que valorizou 0,84% para 14,36 euros. Os títulos da petrolífera valorizam numa altura em que o preço do barril de petróleo sobe nos mercados internacionais: o Brent somava 2,4% para 62,65 dólares enquanto o WTI dispara 2,9% para 53,58 dólares.

Ainda no setor energético, a EDP cresceu 0,46% para 3,075 euros e a EDP Renováveis subiu 0,19% para 7,95 euros. Por sua vez, a REN somou 0,24% para 2,546 euros.

As papeleiras também brilharam esta sessão, com a Altri a registar a maior subida. Os títulos subiram 2,97% para 6,93 euros. A Semapa valorizou 1,75% para 15,12 euros e a Navigator cresceu 0,58% para 4,15 euros.

Os mercados estão a ser animados por uma tentativa de tréguas na guerra comercial com os EUA por parte da China. As autoridades chinesas terão discutido a hipótese de aumentar a quantidade de produtos importados dos Estados Unidos, procurando acabar com o défice comercial entre os dois países.

De acordo com fonte próximas do processo, os chineses estarão dispostos a aumentar a importação anual de produtos norte-americanos no valor de mais de um bilião de dólares.

(Notícia atualização às 17h00 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

China tenta tréguas. Europa acelera, bolsa de Lisboa toca máximos de três meses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião