Caixa vende 850 milhões de malparado à Bain

  • ECO
  • 30 Janeiro 2019

Depois de compra de 500 milhões, em 2017, gestora de malparado continua a investir em Portugal e comprou o projeto "Atlântico", avaliado em 850 milhões.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vendeu, em 2017, os 850 milhões de euros de crédito malparado à Bain Capital. A gestora de malparado continua a investir no mercado nacional e comprou uma das duas carteiras que a CGD colocou no mercado, escreve esta quarta-feira o Jornal de Negócios [acesso condicionado].

Esta é a segunda vez que a gestora de créditos compra ao banco do Estado. O projeto “Atlântico”, avaliado em 850 milhões de euros, junta-se assi à compra de quase 500 milhões feita em 2017.

O banco público anunciou no relatório e contas do primeiro semestre do ano passado que estaria a vender a carteira de malparado designado “Atlântico”. O presidente da Caixa, Paulo Macedo, disse apenas na altura que a oferta tinha atraído vários interessados. De acordo com Macedo, a operação permitiu um rácio de “non-performing loans” [NPL ou crédito malparado] da Caixa de valores abaixo dos 10%.

Depois de duas operações, a Bain admite continuar a investir em Portugal. “Assumo que vamos [comprar mais]. (…) Gostamos do facto de ser um pouco pequeno, por isso alguns dos maiores concorrentes não participam com frequência”, explica Alon Avner, responsável da Bain Capital Credit para a Europa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Caixa vende 850 milhões de malparado à Bain

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião