Sonae Indústria fecha fábrica. Faz alerta para forte queda dos resultados

A Sonae Indústria vai encerrar uma unidade de produção na Alemanha. O fecho vai levar a empresa portuguesa a reconhecer uma imparidade que fará afundar as contas do final do ano.

A Sonae Indústria fez um profit warning. Em comunicado enviado à CMVM, a empresa alertou os investidores que vai registar uma forte quebra nos resultados do final do ano passado devido ao reconhecimento de uma imparidade avultada, de oito milhões de euros, com o encerramento da fábrica que detém em parceria com a LaminatePark na Alemanha. O incêndio na Tafisa Canada também vai pesar nas contas.

A “LaminatePark anunciou a intenção de encerrar, no final de 2019, as atividades da sua fábrica em Eiweiler (Alemanha)“, refere a Sonae Indústria, salientando que esta empresa resulta de “uma parceria entre a Sonae Arauco e a Tarkett para a produção e venda de pavimentos laminados de MDF/HDF”. E acrescenta: a decisão tem por base “o fraco desempenho financeiro histórico da LaminatePark”.

Perante este encerramento, “a Sonae Arauco reconheceu uma perda por imparidade nas suas contas consolidadas pela totalidade do valor contabilístico no final de 2018 do investimento no empreendimento conjunto LaminatePark e do seu empréstimo de acionista àquela empresa (não auditado)”. E a Sonae Indústria vai sofrer, também ela, uma perda avultada.

“O impacto desta perda por imparidade nos resultados consolidados da Sonae Indústria é um custo estimado em cerca de oito milhões de euros (não auditado)“, alerta a empresa, aproveitando para dar conta de um outro efeito extraordinário que vai pesar nas suas contas de final do ano passado: o incêndio na maior das suas duas linhas de aglomerado de partículas da Tafisa Canada.

Assim, a Sonae Indústria salienta que, “no âmbito da preparação das demonstrações financeiras de 2018, estima que os resultados do EBITDA do quarto trimestre serão significativamente afetados por uma menor rentabilidade operacional da subsidiária integralmente detida Tafisa Canada”, apontando para um EBITDA Recorrente consolidado, não auditado, de quatro milhões de euros.

Este valor compara negativamente tanto com o trimestre anterior como com o período homólogo. No terceiro trimestre de 2018, a Sonae Indústria tinha registado um EBITDA de 8,6 milhões, sendo que no mesmo período do ano anterior o valor apurado foi de 7,3 milhões. Ou seja, haverá uma quebra entre 45% a 53% que deverá ser revelada ao mercado aquando da apresentação de contas, a 27 de março.

(Notícia atualizada às 17h14 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Sonae Indústria fecha fábrica. Faz alerta para forte queda dos resultados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião