Teatro em Portalegre à venda no Olx. Governo vai avaliar classificação do imóvel

  • ECO
  • 20 Fevereiro 2019

O Teatro Portalegrense foi colocado à venda no Olx e a família proprietária pede 350 mil euros. O Ministério da Cultura vai agora avaliar a possível classificação do imóvel.

O Teatro Portalegrense, o sexto mais antigo do país, foi colocado à venda no Olx por 350 mil euros. No anúncio é referido que o imóvel conta com um projeto de reabilitação financiado em 80% pela Câmara Municipal, mas a autarquia já desmentiu essa informação. A tentar ser vendido há mais de seis anos, diz a proprietária, o imóvel vai agora ser avaliado pelo Ministério da Cultura.

Já são mais de 8.900 as pessoas que leram o anúncio deste teatro na cidade alentejana, começado a construir em 1854, de acordo com o Público (acesso condicionado). Desde a sua inauguração, esteve sempre em mãos de privados mas chega até hoje com vários usos: já foi tempo da Igreja Universal do Reino de Deus — IURD e sede do Grupo Desportivo Portalegrense. Foi colocado à venda pela primeira vez em 2013, mas não apareceram interessados.

Na década de 40 foi considerado “absolutamente incapaz para local de espetáculos” pela Inspeção-geral dos Espetáculos, tendo esta sublinhado a decadência e degradação da estrutura, diz o Público. A Federação Nacional para a Alegria no Trabalho ainda tentou comprá-lo, para lá instalar a sua sede, mas sem sucesso. Mas passaram pelo teatro vários nomes conhecidos, como Amélia Rey Colaço em 1985, no espetáculo El-Rei Sebastião, de José Régio.

“Os frescos do teto, os camarotes, as escadas em granito, a sua área e localização… Interior em madeira. Com plateia e 3 balcões, mais arrecadações, bar, salas anexas e palco. Em bom estado de conservação, mesmo com a idade do edifício”, refere o anúncio, para justificar os 350 mil euros pedidos. Inicialmente, a proprietária mencionava um projeto de remodelação financiado em 80% pela Câmara, mas esta desmentiu, afirmando que “nem existem condições para a autarquia assumir o ónus de reabilitar o imóvel”.

Esta terça-feira, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, disse já ter pedido uma avaliação do imóvel: “O que solicitei é que internamente, ao nível da Direcção-Geral de Património Cultural (DGPC), fosse avaliada a possibilidade ou não da classificação do imóvel e, face a essa avaliação, o que poderia ou não ser a limitação de usos para um património que hoje é privado“, referiu, durante a 20.ª edição do Correntes d‘Escritas, na Póvoa de Varzim.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Teatro em Portalegre à venda no Olx. Governo vai avaliar classificação do imóvel

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião