Advogado da Sérvulo assina capítulo na “Cartels and Leniency Review – 2019”

Alberto Saavedra analisa as principais tendências do panorama da concorrência em Portugal.

Advogado da Sérvulo assina capítulo na “Cartels and Leniency Review – 2019”. Alberto Saavedra analisa as principais tendências do panorama da concorrência em Portugal. As prioridades da Autoridade da Concorrência para o ano de 2019, as investigações em curso nos setores dos seguros, manutenção ferroviária, retalho e telecomunicações, o foco na contratação pública ou o novo regime do private enforcement são alguns dos tópicos abordados.

Alberto Saavedra é advogado da Sérvulo no departamento de Europeu e Concorrência, onde presta aconselhamento especializado a empresas e entidades públicas, designadamente na área das práticas restritivas da concorrência, desenvolvimento de programas de compliance e contencioso.

Publicada pela editora britânica Law Business Research a “The Cartels and Leniency Review é uma revista anual especializada em direito da concorrência que tem como objetivo ser a primeira referência para qualquer especialista ou advogado interno de uma empresa sobre a aplicação do enforcement contra os cartéis pelas principais autoridades da concorrência mundiais, em 28 diferentes jurisdições, através de contributos de especialistas locais que são convidados para o efeito”.

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Advogado da Sérvulo assina capítulo na “Cartels and Leniency Review – 2019”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião