Não há duas sem três: Google vai ser multada outra vez

Em dois anos, a Google pagou 7.000 milhões de euros em multas a Bruxelas por práticas lesivas da concorrência. Na próxima semana, será alvo da terceira. Desconhece-se o montante.

A Comissão Europeia vai anunciar mais uma multa à Google na próxima semana. Desta vez, Bruxelas terá concluído que a empresa abusou da posição dominante com o serviço de publicidade digital AdSense. A notícia foi avançada pelo Financial Times (acesso pago), que cita três fontes próximas do caso. Não se conhece o montante.

Este é mais um capítulo no diferendo entre as autoridades europeias e a multinacional norte-americana. Só nos últimos dois anos, a empresa já pagou 7.000 milhões de euros em multas, na sequência de condenações ligadas a práticas anticoncorrenciais.

Desta vez, a investigação focou-se no serviço AdSense, que permite a qualquer pessoa ou empresa monetizar uma página que tenha na internet, através da inclusão de espaços de publicidade que são, depois, explorados pela multinacional. Segundo explica o jornal, o problema estará na publicidade que é mostrada nas caixas de pesquisa da Google que podem ser embutidas em qualquer site e que também são usadas para mostrar anúncios.

A investigação é da responsabilidade da comissária Margrethe Vestager, que tem a pasta da Concorrência. Em 2018, Vestager obrigou a Google a pagar 4,3 mil milhões de euros por abuso de posição dominante com o sistema operativo Android. No ano anterior, aplicou uma multa de 2,4 mil milhões de euros à mesma empresa, por favorecer os seus próprios serviços de comércio em detrimento dos concorrentes no conhecido motor de busca.

Comentários ({{ total }})

Não há duas sem três: Google vai ser multada outra vez

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião