Vendas de carros voltam a derrapar. Recuam 4,7% no primeiro trimestre

No mês passado foram matriculados 28.551 carros em Portugal. Face ao mesmo período do ano anterior, o valor representa uma quebra de quase 10%.

Arrancaram o ano a crescer 10%, em fevereiro sofreram uma queda de 8,2% e, em março, as vendas de automóveis em Portugal voltaram a derrapar. Ao todo, foram matriculados 28.551 carros, o que representa uma quebra em relação ao mesmo período do ano anterior, revelam os dados da Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP). No acumulado do ano, as vendas caem quase 5%.

Comparativamente com o período homólogo, em março, as vendas de carros em Portugal sofreram uma descida de 9,9%, sendo que o segmento dos automóveis ligeiros foi aquele que ditou este desempenho. As unidades matriculadas de ligeiros de passageiros caíram para as 24.900, o que representa um decréscimo de 10,7%.

No total, durante o primeiro trimestre de 2019, foram matriculados 59.445 veículos ligeiros de passageiros, o que se traduz numa variação negativa de 5,9% relativamente ao período homólogo de 2018. A Renault foi, mais uma vez, a marca líder nas vendas de ligeiros de passageiros, totalizando 3.959 unidades vendidas em março. Ainda assim, apresentou uma queda de 6,1% relativamente ao mesmo mês do ano anterior.

Aliás, além da Renault, também as outras duas marcas do top 3 (Peugeot e Mercedes-Benz) registaram um decréscimo de 4,1% e 12,1%, respetivamente.

Entre as principais marcas de automóveis, o destaque vai para a Citroën, que registou um crescimento de 8,2%. Quem também merece destaque é a Tesla. A fabricante de carros elétricos soma 479 veículos vendidos no acumulado do ano, sendo que só em março vendeu 355 automóveis.

Já as vendas de ligeiros de mercadorias recuaram 7,1%, para as 3.190 unidades matriculadas. Ainda assim, no acumulado do ano, este segmento apresenta uma subida de 0,9% nas suas vendas. Também a Renault lidera o ranking das vendas de março neste segmento.

Contrariamente ao que se verificou nos ligeiros, as vendas de pesados aumentaram, mas não foram suficientes para impedir a queda global do mercado automóvel. No total, foram matriculados 461 veículos pesados, num crescimento homólogo de 27,3%. A MAN foi a marca que mais vendeu neste segmento, seguida pela Mercedes-Benz e pela Renault.

Somadas as categorias e os tipos de veículos, no acumulado do ano — de janeiro a março –, as vendas de automóveis já caem 4,7%, com um total de 69.623 veículos postos em circulação.

(Notícia atualizada às 17h55)

Comentários ({{ total }})

Vendas de carros voltam a derrapar. Recuam 4,7% no primeiro trimestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião