Facebook espera multa de 5 mil milhões nos EUA por violação de privacidade

A rede social antevê nas suas contas trimestrais poder vir a ser multada entre 3 mil milhões de dólares e 5 mil milhões em resultado da investigação por violação de privacidade de que é alvo nos EUA.

O Facebook espera vir a ser multado em até cinco mil milhões de dólares nos EUA por violação de privacidade. A expectativa foi revelada esta quarta-feira aquando da divulgação de resultados da rede social. Caso o valor se confirme, corresponderá à penalização mais elevada de sempre atribuída pela Federal Trade Comission (FTC) a uma empresa tecnológica.

O valor foi divulgado nas contas trimestrais da empresa liderada por Mark Zuckeberg, onde é prevista uma multa única entre três mil milhões de dólares e cinco mil milhões, relacionada com uma “investigação em andamento” por parte da FTC, entidade governamental dos EUA responsável pela promoção da proteção do consumidor e a eliminação e prevenção de práticas comerciais não competitivas. O Facebook diz que o “assunto continua sem uma solução”.

Há meses que duram as negociações entre a empresa de Silicon Valley e aquela entidade governamental em torno de uma multa devido a alegações de que o Facebook terá violado um decreto de consentimento e privacidade de 2011. Naquele ano, a empresa tecnológica comprometeu-se com uma série de medidas de proteção da privacidade dos utilizadores, depois de uma investigação ter descoberto que tinha penalizado os consumidores ao utilizar os seus dados.

Já no ano passado, a rede social voltou a ser criticada por utilização incorreta de dados de utilizadores, incluindo o uso inadequado de dados de pessoas envolvendo a Cambridge Analytica, uma empresa de consultoria política.

No que respeita às suas contas, o Facebook conseguiu bater as estimativas dos analistas para receitas trimestrais, que foram suportadas pelo seu negócio do Instagram e uma subida dos gastos publicitários das empresas.

As receitas totais cresceram 26%, para 15,08 mil milhões de dólares, superando os 14,98 mil milhões que os analistas previam em média. Já o lucro atribuível aos acionistas baixou para 2,43 mil milhões de dólares nos três meses terminados a 31 de março. No período homólogo tinham ascendido a 4,99 mil milhões de dólares. Ficaram ainda abaixo do esperado pelo mercado.

Já os utilizadores apresentaram uma tendência positiva. O número de utilizadores ativos aumentou para 2,38 mil milhões, quando as estimativas dos analistas apontavam para que se tivessem ficado pelos 2,37 mil milhões.

Comentários ({{ total }})

Facebook espera multa de 5 mil milhões nos EUA por violação de privacidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião