Lucro do CaixaBank cai 24,3% para 533 milhões. BPI contribui com 58 milhões

  • Lusa
  • 30 Abril 2019

Não atribuição dos resultados da Repsol e do Banco do Fomento de Angola, respetivamente 63 e 76 milhões de euros, assim como a revalorização da participação do BPI na Viacer penalizaram as contas.

O CaixaBank teve lucros de 533 milhões de euros no primeiro trimestre de 2019, uma diminuição de 24,3% em relação ao mesmo período de 2018, com o BPI a contribuir com 58 milhões para os resultados do grupo.

Na informação que transmitiu esta terça-feira ao mercado, o acionista maioritário do BPI explica que, sem uma série de “impactos extraordinários”, o resultado do trimestre teria crescido 4,3%.

A diferença é imputada à “não atribuição” dos resultados da Repsol e do BFA (Banco do Fomento de Angola), respetivamente 63 e 76 milhões de euros, assim como à revalorização, em 2018, da participação do BPI na Viacer, de 54 milhões de euros.

O CaixaBank salienta que durante o período os recursos dos clientes cresceram para 369.463 milhões de euros (10.981 milhões de euros, o que representa uma subida de 3,1%), enquanto os ativos geridos aumentaram 3,7%, para 97.454 milhões de euros.

A contribuição para os resultados do negócio bancário foi de 415 milhões de euros, com uma rentabilidade (ROTE), excluindo os aspetos singulares, de 9,9%. A contribuição das empresas participadas alcança os 60 milhões de euros e a do BPI os 58 milhões.

O rácio de crédito malparado é reduzido em 13 pontos base para 4,6% e o grupo alcança um rácio ‘Common Equity Tier 1’ de 11,6%.

Comentários ({{ total }})

Lucro do CaixaBank cai 24,3% para 533 milhões. BPI contribui com 58 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião