Impresa tomba 8% em bolsa após agravar prejuízos

O forte tombo das ações acontece depois de o grupo de media ter reportado um agravamento dos seus prejuízos nos três primeiros meses do ano em resultado do investimento no novo edifício e estúdios.

A Impresa destaca-se pela negativa na sessão bolsista desta sexta-feira. As ações do grupo de media caem mais de 8%, com os investidores a reagirem de forma negativa ao agravamento dos seus prejuízos.

As ações da empresa liderado por Francisco Pedro Balsemão recuam 8,4%, para os 24 cêntimos por ação. Trata-se do pior registo da praça bolsista nacional num dia marcado por oscilações entre ganhos e perdas ligeiras para o PSI-20.

A quebra dos títulos da Impresa é a mais acentuada no espaço de praticamente três meses, especificamente desde a sessão de 6 de fevereiro. O título chegou a cotar esta sexta-feira nos 23,6 cêntimos, a cotação mais baixa desde 1 de março.

Ações da Impresa em forte queda

O forte tombo das ações acontece depois de a empresa dona da SIC ter reportado na quinta-feira, após o fecho do mercado, um agravamento dos seus prejuízos no primeiro trimestre do ano.

A Impresa registou até março um um prejuízo de 1,2 milhões de euros, quase duplicando as perdas registadas no mesmo período de 2018. Este agravamento é explicado pela dona da SIC com os investimentos no novo edifício e nos novos estúdios.

“Esta evolução resulta de um aumento em 100,7% nas depreciações, para 1,8 milhões de euros, devido ao projeto de expansão do Edifício Impresa e ao investimento em tecnologia nos novos estúdios”, justificou a companhia no relatório divulgado na CMVM.

Os investidores parecem, contudo, não estar a recebe bem o custo para as contas da Impresa resultante do investimento. Isto apesar de a televisão ter gerado a maior parte das receitas, num total de 34,1 milhões de euros, um crescimento de 5,5%.

Comentários ({{ total }})

Impresa tomba 8% em bolsa após agravar prejuízos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião