Boris Johnson na corrida para substituir Theresa May

May diz que deixará a liderança do Executivo britânico assim que o seu acordo do Brexit passar no Parlamento. Boris Johnson já confirmou que concorre quando o lugar for deixado vago.

Boris Johnson já confirmou que entrará na corrida ao cargo de primeiro-ministro britânico, assim que Theresa May deixar essa posição. Num discurso numa conferência em Manchester, citado pela Bloomberg, o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido sublinhou que esse lugar não está atualmente disponível e frisou que, quando estiver, estará interessado em disputar a liderança dos conservadores.

Ainda que a liderança do Executivo britânico não esteja ainda à disposição, Theresa May já adiantou que deixará o lugar vago para ser ocupado por um outro líder Tory, caso o seu acordo do Brexit passasse no Parlamento. Certo é que até agora, essa maioria na Câmara dos Comuns não foi alcançada e os ataques internos contra a primeira-ministra têm tido pouco efeito. Entretanto, a líder do Governo tem estado em reunião com os deputados conservadores, que exigem que fixe uma data para a sua saída de Downing Street.

Se e quando essa maioria parlamentar foi conseguida, Theresa May deverá então deixar caminho livre para um novo líder conservador, lugar a que se candidatará Boris Johnson, já confirmou o político. “Claro que vou lutar por esse cargo”, disse o antigo mayor de Londres, também citado pela BBC News, esta quinta-feira.

A Johnson devem juntar-se outros conservadores de velha guarda na corrida ao cargo atualmente ocupado por Theresa May, como o secretário de Estado do Desenvolvimento Internacional Rory Stewart e o antigo secretária de Estado do Trabalho e das Pensões Esther McVey.

Recorde-se que Boris Johnson deixou o Executivo de Theresa May no ano passado, em protesto contra os termos que Londres tinha negociado com Bruxelas para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dois anos antes, o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros tinha sido uma das figuras mais proeminentes da campanha a favor desse divórcio.

Comentários ({{ total }})

Boris Johnson na corrida para substituir Theresa May

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião