Candidata a bastonária da OA propõe “dar voz a todos os advogados”

Isabel da Silva Mendes apresentou a sua candidatura oficial a bastonária dos advogados esta quinta-feira. Entre as medidas que defende está a adaptação dos advogados às novas tecnologias.

A advogada Isabel da Silva Mendes apresentou oficialmente a sua candidatura a bastonária da Ordem dos Advogados para os anos de 2020 a 2022, esta quinta-feira no Salão Nobre da Ordem dos Advogados. O evento marcou o arranque da sua campanha eleitoral, que se prolonga até ao próximo mês de novembro.

Entre as principais bandeiras da candidata estão a preparação dos advogados para as novas formas e matérias de Direito que as novas tecnologias e a inteligência artificial começam a levantar, a negociação urgente da atualização dos valores tabelados para pagamento de honorários no Apoio Judiciário, e o combate à procuradoria ilícita.

Questionada sobre o porquê desta candidatura, Isabel da Silva Mendes explicou que “nos 93 anos de existência da Ordem dos Advogados, apenas duas mulheres foram eleitas bastonárias”. “Se enquanto advogada nunca senti qualquer diferença de tratamento nos Tribunais ou entre colegas, tal não afasta o meu compromisso para que seja alcançada a verdadeira igualdade profissional, legal e social. É por isso que me refiro ao advogado enquanto profissional, masculino ou feminino, em prática individual ou societária”, disse.

Em relação à escolha deste momento para se candidatar, a advogada mencionou os seus 30 anos na profissão, “26 em prática individual e os últimos quatro em prática societária”. “Já leccionei em diferentes instituições de ensino e sou membro de júri nas provas de agregação de estagiários há vários anos. Em suma, conheço todas estas realidades, falo a mesma linguagem de todos os advogados, em pé de igualdade, vivenciando as mesmas dificuldades e sei bem qual a realidade que se vive na Ordem. E não me são dadas respostas sobre o que será o meu futuro”, explicou a candidata.

“Não estou sozinha nesta candidatura. Trago comigo a missão de dar voz aos advogados, trazer-lhes esperança, fazê-los acreditar que o ser advogado é ser maior, que a justiça não se cumpre sem a sua intervenção e que o seu valor será dignamente reconhecido”, concluiu Isabel da Silva Mendes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Candidata a bastonária da OA propõe “dar voz a todos os advogados”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião