Juros da dívida de Portugal caem para novo mínimo histórico a dois, cinco e dez anos

  • ECO e Lusa
  • 29 Maio 2019

Nos vários prazos os juros da dívida portuguesa estão em terreno negativo e renovam mínimos consecutivos desde a semana passada.

Os juros da dívida portuguesa estavam esta quarta-feira a cair a dois, cinco e dez anos para um novo mínimo histórico. A renovação de mínimos acontece desde quinta-feira da semana passada, tendo começado com os títulos a dez anos.

Cerca das 08h35 em Lisboa, os juros a dez anos estavam a cair para 0,902%, um novo mínimo, contra 0,916% na terça-feira.

No prazo de cinco anos, os juros, que entraram pela primeira vez em terreno negativo na terça-feira, estavam a recuar para -0,018%, um mínimo de sempre, contra -0,012% na sessão anterior.

Os juros a dois anos também desciam para um novo mínimo histórico, de -0,414%, contra -0,409% na terça-feira.

Os juros de Espanha e da Irlanda desciam em todos os prazos, enquanto os de Itália e da Grécia subiam em todos os prazos. Os juros da Grécia mantinham-se a cinco anos e subiam a dez anos.

Portugal tem vindo a beneficiar nos últimos meses da renovada confiança dos investidores e, nas últimas duas sessões, da revisão em alta do outlook pela Fitch. A agência norte-americana anunciou, na sexta-feira à noite, a subida da perspetiva da dívida portuguesa para “positiva” da anterior categoria “estável” sustentada na previsão de que “a recente descida do rácio de endividamento possa ser mantida”.

Apesar de não ter subido o rating, abriu a porta a fazê-lo em novembro quando fizer nova avaliação, já após as eleições legislativas. Além disso, desde a última sessão que há tendência generalizada de quebra nos juro das dívidas da Zona Euro, em reação às eleições europeias deste domingo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juros da dívida de Portugal caem para novo mínimo histórico a dois, cinco e dez anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião