Michel Platini detido em França por suspeitas de corrupção no Mundial do Qatar

  • ECO
  • 18 Junho 2019

O ex-presidente da UEFA foi detido esta terça-feira em França, acusado de favoritismo na escolha do Qatar como país organizador do Mundial 2022.

Michel Platini, ex-presidente da UEFA, foi detido esta terça-feira em França, por suspeitas de corrupção. De acordo com o jornal francês Mediapart (acesso condicionado, conteúdo em francês), estará em causa a decisão escolher o Qatar como país organizador do Mundial 2022, sendo Platini acusado de favoritismo.

A detenção ocorreu na manhã desta terça-feira, na sequência de uma investigação levada a cabo pela Procuradoria Nacional de Finanças (PNF) às condições para a escolha do organizador da Copa do Mundo de 2022 no Qatar, avança o Le Monde (acesso condicionado, conteúdo em francês). Michel Platini terá sido chamado a prestar depoimento no Gabinete Anticorrupção da Polícia Judiciária Francesa (OCLCIFF), em Nanterre (Hauts-de-Seine), acabando por ficar detido.

O PNF está especialmente interessado em saber o que foi discutido durante um almoço realizado a 23 de novembro de 2010, no Palácio do Eliseu, onde estiveram presentes Nicolas Sarkozy, Michel Platini, Tamim bin Hamad Al Thani, Emir do Qatar, e Sheikh Hamad bin Jassem, atual primeiro-ministro do Qatar. Claude Guéant, ex-chefe de Gabinete de Sarkozy, e Sophie Dion, ex-assessora técnica de Sarkozy, também estiveram presentes.

Assim como Michel Platini, também Claude Guéant e Sophie Dion foram chamados pelo Escritório Central de Combate à Corrupção e Crimes Financeiros e Fiscais (OCLCIFF), embora estes últimos não estejam detidos. Em causa estarão “supostos atos de corrupção e suborno de pessoas que não exerçam serviço público”, refere o Le Monde.

Michel Platini foi eleito presidente da UEFA em 2007, ocupando esse cargo até 2015, ano em que foi banido pelo Comité de Ética da FIFA, embora sempre tenha negado ter cometido qualquer ilegalidade. Em 2010, altura em que o Qatar foi escolhido para organizar a competição mundial — o que levantou várias polémicas –, Platini estava em funções.

O Mundial de futebol de 2022 no Qatar vai decorrer entre 21 de novembro e 18 de dezembro, com a final a acontecer a 18 de dezembro, devido ao calor do verão no Qatar.

(Notícia atualizada às 10h13 com mais informação)

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Michel Platini detido em França por suspeitas de corrupção no Mundial do Qatar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião