Hello Kitty multada por Bruxelas em 6,2 milhões de euros

A autoridade da concorrência europeia concluiu que a japonesa Sanrio impôs uma série de medidas diretas e indiretas para restringir vendas entre países.

A empresa japonesa Sanrio foi multada em 6,2 milhões de euros pela Comissão Europeia por vedar a venda transfronteiriça de produtos da famosa gatinha de desenho animado Hello Kitty. A investigação da Autoridade da Concorrência, que tinha sido iniciada em junho de 2017, concluiu que “foram quebradas as leis de concorrência da UE”.

“A Comissão concluiu que as práticas ilegais da Sanrio, que estiveram em vigor ao longo de cerca de 11 anos, segmentaram o Mercado Único e impediram o licenciamento na Europa da venda transfronteiriça de produtos, com prejuízo para os consumidores”, refere o comunicado da Autoridade da Concorrência europeia.

A investigação permitiu ainda determinar que a Sanrio impôs uma série de medidas diretas de restrição, incluindo clausulas que especificamente o proibiam e limitações à linguagem. A empresa japonesa também implementou uma série de medidas que indiretamente encorajavam as restrições às vendas de merchandising entre países da UE.

Dada a cooperação na investigação, a Sanrio terá um desconto de 40% na multa. “Os consumidores, quer queiram comprar uma caneca da Hello Kitty ou um brinquedo do Chococat, poderão agora tirar total partido de um dos maiores benefícios do Mercado Único: a possibilidade de procurar o melhor negócio por toda a Europa”, acrescentou a comissária europeia para a concorrência, Margrethe Vestager, no mesmo comunicado.

Comentários ({{ total }})

Hello Kitty multada por Bruxelas em 6,2 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião