Vouchers para manuais escolares gratuitos disponíveis já esta terça-feira

  • ECO
  • 9 Julho 2019

Nem todos os anos vão ser já abrangidos pela primeira data. Os alunos dos 1.º, 5.º, 7.º e 10.º anos vão receber os seus livros apenas a partir de 1 de agosto.

Após a introdução de manuais escolares gratuitos no Orçamento de Estado 2019, o Executivo decidiu alargar a medida aos alunos do ensino público até ao 12.º ano de escolaridade, com efeito já no próximo ano letivo. Esta terça-feira começa o prazo para as famílias se inscreverem na plataforma a partir da qual serão atribuídos os vouchers com os quais podem levantar os seus manuais escolares.

No entanto, segundo avança o Diário de Notícias, nem todos os anos vão ser já abrangidos. A partir de hoje serão disponibilizados os vouchers para os estudantes dos 2.º, 3.º, 4.º, 6.º, 8.º, 9.º, 11.º e 12.º anos. Os restantes anos (1.º, 5.º, 7.º e 10.º anos) vão receber os livros gratuitos apenas a partir do dia 1 de agosto.

Este faseamento é, para o presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), Filinto Lima, “inteligente”. Isto porque espera-se uma grande afluência de pessoas a aceder ao site da plataforma no mesmo dia. “Temos de notar que o número de anos abrangidos pelos manuais gratuitos vai duplicar, portanto parece-me bem que haja esta calendarização que evite que os pedidos se concentrem todos na mesma altura” e para que “o êxito do programa não fique comprometido”, afirmou Filinto Lima.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Vouchers para manuais escolares gratuitos disponíveis já esta terça-feira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião