Endividamento da economia aumenta para novo recorde de 729,6 mil milhões em maio

O Banco de Portugal divulgou esta manhã dados sobre o endividamento total da economia. Valor volta a registar novo recorde.

O endividamento da economia portuguesa aumentou para 729,6 mil milhões de euros em maio, revelou esta quinta-feira o Banco de Portugal. Trata-se de um novo valor recorde.

“Em maio de 2019, o endividamento do setor não financeiro situava-se em 729,6 mil milhões de euros, dos quais 328,5 mil milhões de euros respeitavam ao setor público e 401,1 mil milhões de euros ao setor privado”, adianta o banco central.

A instituição explica que, “relativamente a abril de 2019, o endividamento do setor não financeiro aumentou 3,4 mil milhões de euros. Este aumento resultou do incremento de 2,5 mil milhões de euros no endividamento do setor público e de 900 milhões de euros no endividamento do setor privado.”

A instituição liderada por Carlos Costa detalha que “a subida do endividamento do setor público resultou, sobretudo, do acréscimo do endividamento face às administrações públicas e ao setor financeiro, que foi parcialmente compensado pela diminuição do endividamento face ao setor não residente”.

Em maio, Portugal foi ao mercado levantar um total de 1.250 milhões de euros em Obrigações do Tesouro a 10 e 15 anos.

“No setor privado, observou-se um aumento do endividamento das empresas face ao setor financeiro (500 milhões de euros) e ao exterior (300 milhões de euros). Os particulares registaram um acréscimo do endividamento face ao setor financeiro de 100 milhões de euros.

Este indicador, calculado pelo Banco de Portugal, inclui o endividamento das empresas do setor público, privado e dos particulares. De fora fica a dívida das instituições financeiras. Estes valores não estão consolidados entre setores, daí apresentarem valores tão elevados, porque não descontam as dívidas entre os setores.

Evolução do endividamento da economia

Fonte: Banco de Portugal

(Notícia atualizada)

Comentários ({{ total }})

Endividamento da economia aumenta para novo recorde de 729,6 mil milhões em maio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião