Eduardo Cabrita diz que circunstâncias dos incêndios de Castelo Branco estão a ser investigadas

O ministro da Administração Interna afirma que todas as entidades no local, autarcas e comandantes de bombeiros, salientaram a "estranheza" relacionada com a origem dos incêndios.

Perante os cinco incêndios que deflagraram este sábado no distrito de Castelo Branco, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou que os órgãos de polícia criminal estão a investigar as “circunstâncias” dos fogos. O ministro diz que todas as entidades no local — autarcas e comandantes de bombeiros — salientaram a “estranheza” relacionada com a origem dos incêndios.

“Há uma estranheza. Como é que começam cinco incêndios de dimensão significativa numa zona muito próxima?”, perguntou o ministro, durante uma conferência de imprensa na sede da Autoridade Nacional de Proteção Civil, em Carnaxide, em declarações transmitidas pela RTP 3.

Contudo, Eduardo Cabrita remeteu para as autoridades competentes a investigação às causas que estiveram na origem dos fogos. “Não nos cabe fazer aquilo que é responsabilidade dos órgãos de polícia criminal”, acrescentou.

No entanto, o ministro salientou que, neste momento, o fundamental é dar resposta às ocorrências. “Está, neste momento, ainda ativo um incêndio que, tendo iniciado no município de Vila de Rei, se prolongou também para zonas do município de Mação. Neste momento, estão colocados cerca de 800 operacionais e 14 meios aéreos“, disse. Eduardo Cabrita acrescentou, ainda, que o incêndio está a ser combatido em cinco setores, quatro dos quais já são considerados dominados.

Sobre os feridos, o ministro avançou que há um total de 20 feridos, entre os quais 12 civis e oito bombeiros. Contudo, apenas um dos feridos está internado na unidade de queimados do hospital de São José, em Lisboa.

Eduardo Cabrita deixou, ainda, uma palavra de “reconhecimento” aos agentes no terreno, quer bombeiros, quer emergência médica. “Temos toda a confiança na estrutura operacional que está no terreno”, disse.

(Notícia atualizada às 12h05)

Comentários ({{ total }})

Eduardo Cabrita diz que circunstâncias dos incêndios de Castelo Branco estão a ser investigadas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião