Lista de subvenções vitalícias vai voltar a ser divulgada

  • ECO
  • 25 Julho 2019

O Executivo aprovou em Conselho de Ministros o decreto-lei que determina a publicação da lista de subvenções vitalícias, depois dessa divulgação ter sido suspensa em maio de 2018.

O Governo aprovou, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros o decreto-lei que “define os termos da divulgação da lista dos beneficiários de subvenções mensais vitalícias. A publicação dessa lista foi suspensa, em maio de 2018, depois da entrada em vigor do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD).

“Considerando que não deve existir um recuo na informação disponibilizada, em prol da transparência e por se tratar de rendimentos auferidos pelo exercício de funções públicas, o Governo entendeu criar o enquadramento legal necessário para que a lista de beneficiários de subvenções mensais vitalícias possa continuar a ser publicada, sendo a sua disponibilização obrigatória por lei e não discricionária”, explica o Executivo, em comunicado.

Em conferência de imprensa, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa fez questão de lembrar que foi este Governo que decidiu tornar pública, pela primeira vez, a lista em causa, em agosto de 2016. Mariana Vieira da Silva sublinhou ainda que, aquando da entrada em vigor do RGPD, foram colocados dúvidas sobre essa divulgação, daí que tenha sido determinada a sua suspensão.

De notar que, num primeiro momento, a opção do Executivo foi deixar a matéria nas mãos do Parlamento, mas perante o evoluir dos acontecimentos o Governo decidiu assumir a responsabilidade de criar esta peça legislativa.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Lista de subvenções vitalícias vai voltar a ser divulgada

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião