Altice Europe espera crescer mais. Ações disparam mais de 20%

A operadora reviu em alta as projeções de lucros para o ano, fazendo disparar os títulos na bolsa de Amesterdão. Não valiam tanto desde junho de 2017.

A Altice Europe espera crescer ainda mais este ano. Após a apresentação de resultados semestrais, bem como da atualização das projeções financeiras para o total do ano, as ações estão a disparar 23,5% na bolsa de Amesterdão. Tendo chegado a valer 4,20 euros nas primeiras negociações, os títulos tocaram máximos de junho de 2017.

A reação expressiva na abertura da sessão desta quinta-feira deve-se à revisão em alta das projeções para o cash flow operacional para 15% em 2019, face à anterior expectativa de 10%. Desde o início do ano, as ações da empresa detida por Patrick Drahi já valorizaram 145%.

Ações da Altice disparam em Amesterdão

A revisão da meta é especialmente significativa dado que a telecom tem 30,1 mil milhões de euros em dívida, que quer cortar, reduzindo igualmente os custos da empresa com juros.

Além disso, reviu também em alta a estimativa de vendas para França, o mercado mais importante do grupo. Em todos os mercados, as receitas da Altice Europe cresceram 3,3% para 3,59 mil milhões de euros.

Todas as nossas empresas estão a crescer — França, Portugal, Internacional — e o crescimento está a acelerar trimestre após trimestre“, disse o empresário franco-israelita numa conference call com analistas, de acordo com a Reuters.

Em Portugal, os resultados cresceram pela primeira vez, após nove trimestres consecutivos a cair. O EBITDA Altice Portugal aumentou o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) em 0,4% no segundo trimestre para 213 milhões de euros, apoiado no aumento das receitas num período em que o número de clientes da fibra ótica atingiu um milhão.

(Notícia atualizada às 09h05)

Comentários ({{ total }})

Altice Europe espera crescer mais. Ações disparam mais de 20%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião