Hotéis e hospitais do Algarve têm reserva de gás para sete dias

A ENSE dá a garantia de que não haverá falta de gás para o funcionamento dos hospitais e unidades hoteleiras do Algarve porque os depósitos estão cheios. Autonomia é para sete ou oito dias.

O Algarve tem os depósitos de gás cheios para assegurar o funcionamento dos hospitais e unidades hoteleiras, assegura a Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE).

“Há unidades autónomas de gás no Algarve que têm combustível suficiente para sete ou oito dias”, garantiu ao primeiro-ministro um responsável da ENSE, numa visita guiada que António Costa fez às instalações desta instituição para avaliar o nível de preparação para a greve dos motoristas que se inicia às zero horas de segunda-feira.

Numa nota específica sobre as unidades autónomas de gás, que são importantes para os hospitais e as unidades hoteleiras do Algarve, o responsável da ENSE garantiu que “estão completamente cheias”, já que foram “reforçados os circuitos de abastecimento”. Mesmo as unidades que têm autonomia para os referidos sete ou oito dias, continuarão a ser abastecidas durante a greve pelos circuitos de segurança.

Neste briefing operacional, o primeiro-ministro recebeu um ponto de situação de como as autoridades estão a preparar a greve, por tempo indeterminado convocada pelos motoristas e que levou o ministro da Administração Interna a apelar no sábado aos portugueses para que usem de forma criteriosa o combustível.

O Executivo optou por não acionar preventivamente a requisição civil, mas decretou serviços mínimos que oscilam entre 50% e 100%. Um valor invulgarmente elevado, mas que foi validado pelo parecer do Conselho Consultivo da Procuradora Geral da República. Ontem os sindicatos, no final do plenário conjunto que determinou que a greve iria avançar comprometeram-se a cumprir esses mesmo serviços mínimos.

(Notícia atualizada)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hotéis e hospitais do Algarve têm reserva de gás para sete dias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião