EUA aliviam tarifas sobre a China. Wall Street recupera a todo o gás

Os três principais índices inverteram a tendência negativa e registam valorizações entre 1% e mais de 2%, depois de os EUA anunciarem um alívio nas tarifas contra a China.

As bolsas norte-americanas negoceiam em alta, interrompendo o ciclo de perdas iniciado na semana passada. Os mercados estão a beneficiar da notícia de que os EUA vão aliviar as tarifas que pretendem aplicar sobre as importações de alguns produtos oriundos da China.

Depois de começarem a sessão com perdas ligeiras, os três principais índices rapidamente aceleraram e estão a registar valorizações superiores a 1%. O S&P 500 avança 1,4%, enquanto o industrial Dow Jones soma 1,7% e o Nasdaq recupera 2,6%.

As ações da Apple disparam 5,6%, para 211,29 dólares, enquanto os títulos da fabricante de chips Intel recuperam 2,82%, para 46,89 dólares. Fora da tecnologia, a Caterpillar, uma das empresas mais expostas às tensões comerciais, está a somar 4%, para 121,4 dólares.

Numa altura em que se temia a escalada da guerra comercial sino-americana, os EUA deram um sinal de esperança naquela que poderá ser a última ronda de negociações. Os responsáveis anunciaram que alguns produtos vão ser removidos da lista de tarifas aduaneiras, além de que os impostos sobre produtos como os smartphones e os computadores vão ser adiados até 15 de dezembro.

Perante o regresso súbito às ações, o preço do ouro, que tem sido o refúgio dos investidores nestes dias de volatilidade, está a cair 1,22%. O preço voltou a cotar abaixo dos 1.500 dólares, com a onça a negociar nos 1.493,818 dólares.

Comentários ({{ total }})

EUA aliviam tarifas sobre a China. Wall Street recupera a todo o gás

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião