“Todos os trabalhadores estão a cumprir os serviços mínimos”, diz ministro do Ambiente

O ministro do Ambiente anunciou este sábado que os serviços mínimos e a requisição civil estão a ser integralmente cumpridos pelos motoristas de matérias perigosas.

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, garantiu este sábado que não existem perturbações no cumprimento dos serviços mínimos e da requisição civil impostos no âmbito da greve dos motoristas de matérias perigosas. “Todos os trabalhadores estão a cumprir os serviços mínimos”, assegurou o ministro do Ambiente, em declarações transmitidas pela TVI24. A paralisação entrou este sábado no sexto dia, após uma maratona negocial que durou dez horas e que não permitiu chegar a acordo entre trabalhadores e patrões.

De acordo com Matos Fernandes, este sábado realizou-se “uma média, de 85% das cargas” planeadas, valor que significa um crescimento em relação ao verificado na sexta-feira. Também houve uma “melhoria muito expressiva” no cumprimento da requisição civil, sendo que “ontem houve 12 falhas, hoje não houve nenhuma”.

O ministro do Ambiente disse ainda que os serviços mínimos deverão ser este sábado novamente ultrapassados. Ao final da manhã já tinham sido realizadas 85% das cargas e descargas previstas nos serviços mínimos para todo o dia. Em Aveiras já foram cumpridas 77% das operações previstas para o dia e em Sines 71%, enquanto em Matosinhos os serviços mínimos foram mesmo ultrapassados.

Perante estas operações, o ministro do Ambiente assegura que os postos da Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA) têm o stock de gasóleo a 64% e o de gasolina a 47%, capacidade ligeiramente superior à registada na sexta-feira. Aos militares da GNR e PSP coube efetuar dez serviços de transporte (três para o aeroporto de Lisboa e sete para os postos REPA), havendo mais 13 pedidos para transportes a ser realizados por militares no resto do dia, face aos 17 do dia anterior, o que confirma a quebra já antecipada pelo balanço feito pelo ministério da Administração Interna a meio da manhã.

A manter-se esta situação, o ministro do Ambiente estima que os ainda 26 postos da REPA exclusiva venham a ser ainda mais reduzidos. Nova avaliação será feita na segunda-feira. Esta será a segunda revisão do número de postos prioritários depois de na sexta-feira terem sido reduzidos a metade.

(Notícia em atualização)

Comentários ({{ total }})

“Todos os trabalhadores estão a cumprir os serviços mínimos”, diz ministro do Ambiente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião