Cruzeiros no Douro com lotação quase esgotada. Preços vão dos 15 aos 1.600 euros

Os cruzeiros no Douro têm uma procura cada vez maior. Empregam milhares de pessoas na região do Norte e recebem turistas de todo o mundo. Entre 15 e 1.600 euros, há preços para todos os gostos.

O Porto e a região do Norte são cada vez mais uma atração, um ponto turístico, um foco de interesse, uma cidade a inserir na lista das “destinos a conhecer”, não fosse a Invicta considerada um dos melhores destinos europeus.

A procura nos Cruzeiros do Douro continua a crescer significativamente. Turistas de todo o mundo embarcam a bordo em direção ao Douro, seja de navio hotel, barco rabelo ou até mesmo de iate. São várias as opções. Há preços para todos os gostos e para todas as carteiras. Os cruzeiros no Rio Douro têm preços que variam entre os 15 e os 1.600 euros.

Cruzeiro das 6 pontes com percurso de 50 minutos, cruzeiro de um dia em direção ao Douro, cruzeiros personalizados e cruzeiros radicais são algumas das opções para um dia. Também pode optar por passar uma semana com tudo incluído a bordo de um navio hotel da Douro Azul.

A Douro Azul, que foi considera a melhor empresa de cruzeiros da Europa pela quinta vez consecutiva, tem uma taxa de ocupação superior a 92% em toda a frota, durante toda a época. “A procura pelos nossos programas tem vindo a aumentar todos os anos, e para esta época inauguramos dois novos navios de forma a dar resposta a esse crescimento”, refere ao ECO, Mário Ferreira, presidente da Douro Azul.

Os cruzeiros do Douro são uma atividade obrigatória para quem visita o Porto.

Célia Lima

Diretora de marketing da Tomaz do Douro

Célia Lima, diretora de marketing da Tomaz do Douro, confirma a crescente procura e destaca que “há um aumento de procura em relação ao ano passado”. Já para o operador turístico, Cruzeiros Douro, houve um “ligeiro abrandamento na procura deste tipo de atividades”, em comparação com o ano anterior.

Com uma frota de 11 embarcações, a Tomaz do Douro, que está prestas a completar 25 anos de existência, recebe mais de 320 mil passageiros por ano. Célia Lima destaca a importância do mercado nacional nos cruzeiros diários até ao Douro. A operadora turística Cruzeiros do Douro partilha a mesma opinião e refere que “os portugueses continuam a ser os maiores adeptos deste tipo de cruzeiros de um dia, seguido dos franceses, suíços, ingleses e brasileiros”.

A Douro Azul recebe cerca de 32 mil passageiros por ano e tem uma frota composta por 12 navios hotel. Mário Ferreira destaca que este número “representa cerca de 224 mil dormidas na região do Douro durante a época de cruzeiros”.

Turistas de todo o mundo e a sazonalidade

Mário Ferreira refere que a Douro Azul recebe “turistas de mais de 80 países diferentes ao longo da época. A grande maioria dos nossos clientes é dos EUA, seguido do Reino Unido e Alemanha”. Acrescenta que têm vindo a crescer em mercados como a Canadá, Suíça, Bélgica, Áustria, Escandinávia e Austrália.

Apesar de destacar a importância do mercado nacional, a Tomaz do Douro refere que Espanha e França são duas nacionalidades predominantes nos cruzeiros do Rio Douro.

Apesar do sucesso do negócio, os cruzeiros do Douro continuam a ser uma atividade sazonal. As barragens fecham para manutenção entre março e novembro. Vasco Melo, diretor geral do Cruzeiros Douro, destaca que “entre este período, algumas barragens são fechadas para manutenção, o que acaba por afetar a maioria dos programas de cruzeiros”.

Os cruzeiros no Douro são responsáveis por criar milhares de empregos. A Douro Azul emprega a bordo dos seus navios cerca de 500 colaboradores, sendo que a grande maioria trabalha nas áreas de náutica e de hotelaria. Já a Tomaz do Douro emprega 75 pessoas, entre marítimos, administrativos e hotelaria. Com uma equipa mais reduzida, o operador turístico Cruzeiros Douro conta com uma equipa de 10 colaboradores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cruzeiros no Douro com lotação quase esgotada. Preços vão dos 15 aos 1.600 euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião